Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BROWSER CHINÊS, 2º MAIS USADO EM CELULARES, QUER GANHAR MERCADO BRASILEIRO

16/12/2015

Você deve conhecer o gigante chinês Alibaba. Mas sabia que o grupo possui o segundo navegador de internet mais usado no mundo em celular -- que só perde para o Chrome? O UC Browser agora quer ganhar o mercado brasileiro. Apesar de ter chegado em 2014 por aqui, ele investe em futebol e humor, e agora também em um bloqueador de propagandas maliciosas. 

Aquela mensagem: "você precisa atualizar seu Android, clique aqui" ou "seu celular está com vírus, baixe um antivírus" são exemplos dessas mensagens. A partir desta quarta-feira (16), o browser disponibiliza o adblock que além de impedir as propagandas, ainda as adiciona a uma lista negra, prevenindo que outros usuários sejam infectados.

O termo malvertising (malicious advertising, em inglês) é usado para denominar publicidade que espalha malware, uma espécie de intruso que pretende roubar informações, causar dano ao sistema ou implantar adwares com anúncios indesejados.

Malvertising pode ser encontrado em redes legítimas de publicidade, não apenas em sites de procedência duvidosa. É possível ser infectado por um desses sem saber já que os navegadores leem as páginas de internet como uma cadeia de caracteres, sem identificar um script malicioso escondido.

Nos países em que a função já está disponível, o adblock do UC inibe aproximadamente 600 milhões anúncios maliciosos por mês.

Para o gosto do brasileiro

A seção "futebol" do navegador traz placares e informações em tempo real dos jogos. Além disso, os usuários podem se cadastrar para receber notificações sobre os clubes que desejarem. Memes e piadas estarão na seção "zoeira". Os navegadores também poderão ser personalizados com wallpapers disponibilizados diariamente.

O UC Browser pretende ainda trazer ao Brasil uma função que informa quais são as palavras e as notícias mais buscadas na internet e um player que permite assistir a vídeos durante o download.

 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar