Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DURO NA QUEDA, MOTO X FORCE RESISTE À MARATONA DE TOMBOS COM ALGUNS RISCOS

14/12/2015

Mesmo não tendo pinta de smartphone top de linha, o Moto X Force --o mais novo lançamento da Motorola-- não fica nada atrás dos concorrentes [iPhone 6S e Galaxy S6]. Pode até perder pontos entre os usuários que buscam um aparelho sofisticado e finamente acabado, mas ganha destaque no quesito resistência. Isso mesmo! Ele é durão na queda e resistiu bem aos testes do UOL Tecnologia.

Foram 15 dias de uso intenso e, em média, 100 diferentes quedas. No carpete, na areia, no piso frio, no mármore, no asfalto, no paralelepípedo e até na escada. De "cara" para o chão, de quina ou de "costas". Os tombos chegaram a uma altura superior à recomendada pelo fabricante, que é de 1,5 metros. Ainda assim --entre riscos e amassados--  o aparelho se salvou.

A tecnologia chamada "Moto Shattershield" (escudo contra estilhaço), anunciada pela Motorola como a "primeira tela inquebrável do mundo", mostrou-se bastante eficiente. Conta com cinco camadas protetoras. Além de uma placa rígida de alumínio que garante a estabilidade do dispositivo, conta com display AMOLED flexível, que absorve parte do impacto em caso de queda, uma lente integrada, outra lente exterior e uma camada dupla sensível ao toque.

Diferente dos smartphones da Samsung e da Apple --que são popularmente conhecidos como de vidro, já que pequenas quedas são suficientes para quebrar as telas, que são bem caras--, o Moto X Force comprovou ser resistente a estilhaços, mas não a riscos e amassados. Vale ressaltar ainda que, apesar de sua resistência, o dispositivo não foi feito para ser um saco de pancadas como foi nesse teste. Ao fim dos mais de 100 tombos, o aparelho começou a aparentar problemas no áudio e algumas pequenas manchas pretas no display --perceptíveis apenas com a ativação de uma das câmeras.

Um tanto feioso 
Divulgação

Talvez a resistência possa justificar a falta de sofisticação do Moto X-Force, que é um tanto feioso se comparado com o iPhone 6S e Galaxy S6. Detalhe que não tende a incomodar os usuários já acostumados com produtos da Motorola, já que o lançamento segue os tradicionais traços da marca: quadradão, com detalhes metálicos que incorporam a câmera, o flash e o logotipo da empresa. 

A traseira de nylon balístico foi a parte do aparelho que teve o menor impacto às quedas, embora em um único pequeno ponto o material deu uma desfiada. O smartphone também é resistente a respingos d´água e conta com suporte a dois chips.

Com tela AMOLED de 5,4 polegadas e resolução de 2560×1440 pixels, o Moto X Force é mais largo que o normal --dificultando um pouco a pegada. Ele mede 78 mm, quase 2 mm a mais que Moto X Style. Mas, ao contrário do que aparenta, ele é mais leve: pesa 169 gramas, enquanto o irmão tem 179 gramas.

Potente e eficiente 
Larissa Leiros Baroni/UOL

O resistente, porém feioso Moto X Force não fica atrás quando o assunto é potência. Com o processador Snapdragon 810 (octa-core de 2,0 GHz), o lançamento da Motorola tem o melhor hardware entre os smartphones da marca, o que o torna uma excelente opção para quem adora ver filmes ou jogar no celular.

A memória RAM de 3GB também favorece para que o aparelho consiga trabalhar com vários aplicativos abertos sem lentidão. O grande problema, no entanto, é que o Moto X Force é bastante esquentadinho. Basta consumir um pouco mais dele --com um jogo, por exemplo-- que ele esquenta bastante, mas nada que afete o seu rendimento (menos mal!).

Conta com armazenamento interno de 64 GB, além de suporte a cartão microSD de até 2 TB. Recurso que tem sido banido tanto pela Apple como a Samsung. Mas, para quem gosta de tirar muitas fotos e baixar muitos aplicativos, pode ser uma vantagem.

Já a bateria do Moto X Force pode ser considerada satisfatória. Segundo a fabricante, os 3.760 mAh são suficientes para manter uma autonomia de até 36 horas. Nos testes, no entanto, a duração da carga --com o uso intenso do aparelho-- não chegou a ultrapassar 24 horas. A grande vantagem do aparelho está no carregador, com a tecnologia TurboPower. Em 15 minutos, é capaz de atingir um pouco mais de 30% de carga.

Selfies com flash

Os recursos multimídia do Moto X Force também vêm para competir em pé de igualdade com os tops de linha disponível no mercado. Com a câmera principal de 21 MP, as imagens produzidas com o smartphone possuem uma excelente qualidade, com contrastes de cores acima da média e poucos ruídos. 

Larissa Leiros Baroni/UOL

Padrão que também se mantém nas fotos tiradas em ambientes de baixa iluminação --graças ao flash duplo que possibilita a reprodução de cores mais próximas à realidade--, bem como nos vídeos --que podem ser gravados em 4K (qualidade 4 vezes a do padrão Full HD). 

Larissa Leiros Baroni/UOL

O grande diferencial do lançamento da Motorola está na câmera frontal de 5MP, não pela capacidade de ampliação da imagem, mas por ter flash próprio e viabilizar os autorretratos mesmo no escuro. Um recurso que não está disponível nos aparelhos top de linha da Apple e da Samsung.

Vale a pena?

Apesar de ser um excelente aparelho, o preço sugerido de R$ 3.149 dá uma boa desanimada. Ainda assim, entre os tops de linha do mercado, o Moto X Force é uma das opções mais baratas.

Direto ao ponto: Moto X Force

  • Tela: AMOLED Quad HD de 5,4 polegadas
  • Sistema Operacional: Android Lollipop (5.1.1)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 810
  • Memória: 64 GB, suporte a cartão microSD (até 2 TB)
  • Câmeras: 21 MP (principal) e 5 MP (frontal)
  • Dimensões e peso: 149,8 mm X 78 mm X 7,6 mm a 9,2 mm; 169g
  • Preço sugerido: R$ 3.149
  • Pontos positivos: resistente a trincos e estilhaços, ágil, não trava e tem flash na câmara frontal
  • Pontos negativos: feio e esquenta

 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar