Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POPCORN TIME PARA NAVEGADORES SAI DO AR APÓS PRESSÃO DOS ESTÚDIOS DE CINEMA

21/10/2015

PopcornTime no MacBook

O Popcorn Time é o conhecido “Netflix pirata”, reunindo um catálogo de diversos filmes e séries disponíveis em torrents. Normalmente, é preciso instalar um programa para fazer streaming, então um jovem resolveu criar uma versão para a web. Ela durou bem pouco.

O BrowserPopcorn foi criado por um programador sérvio de 15 anos chamado Milan Kragujević. Segundo o Motherboard, ele retirou o site do ar permanentemente após ser pressionado pela MPAA (Motion Picture Association of America), entidade que representa os grandes estúdios de cinema.

Primeiro, o site BrowserPopcorn.xyz passou a exibir a mensagem “MPAA, por que você tem que arruinar tudo?”, e o serviço passou a funcionar no endereço BrowserPopcorn.gq.

Poucas horas depois, o novo site também fechou o serviço, deixando a seguinte mensagem: “foi uma jornada e tanto, mas é hora de seguir em frente. Eu vou me distanciar do desenvolvimento do BrowserPopcorn”.

Kragujević diz ao Motherboard que planeja abrir o código-fonte, para que outros deem continuidade ao projeto. Agora, ele quer criar um serviço legítimo de recomendação de filmes, a ser hospedado no mesmo site.

BrowserPopcorn
A interface do BrowserPopcorn tinha o título “Popcorn Time” na parte superior

Parece que o BrowserPopcorn estava fadado a durar pouco. Ele tinha uma interface semelhante ao Popcorn Time, mas nos bastidores, ele funcionava como o YouTube, exigindo muitos servidores e consumindo muita largura de banda. Como explica o TorrentFreak:

O Popcorn Time usa o BitTorrent, então os usuários do programa usam sua própria largura de banda (de upload e download) para distribuir conteúdo para outras pessoas. No entanto, o BrowserPopcorn se baseia em um mecanismo diferente: ele funciona mais como o YouTube, devorando largura de banda a uma taxa alarmante, enquanto usa servidores centralizados.

Usar o protocolo BitTorrent dentro do navegador resolveria esse problema, mas Kragujević diz ao TorrentFreak que isso é impossível no momento. Ele estava operando seis servidores dedicados, e cada um era capaz de servir 200 usuários.

Ele não é o primeiro a fazer uma versão do Popcorn Time para navegadores: o PopcornInYourBroswer.net foi lançado em maio, mas diz que não aguentou a alta demanda nos servidores e foi obrigado a fechar.

Agora, o site do BrowserPopcorn oferece um arquivo que permite rodar o serviço de forma local, mas avisa aos visitantes: “se você está procurando por uma ótima alternativa à pirataria, confira o iTunes ou a Netflix”.
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar