Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NINGUÉM FAZ MUITA QUESTÃO DE FICAR NO APARTAMENTO EM QUE ZUCKERBERG CRIOU O FACEBOOK

19/10/2015

Ninguém faz questão de ficar no quarto em que morava Mark Zuckerberg quando ele criou o Facebook: é um lugar pequeno, apertado e que ainda por cima recebe de vez em quando a visita de estranhos curiosos em conhecer o berço da maior rede social do mundo.

Como escreveu Dugan Arnett em uma reportagem para o Boston Globe, na Kirkland House, um dos prédios com os dormitórios dos alunos da Universidade de Harvard, nos EUA, dentro do apartamento H33, um jovem estudante criou aquilo que se tornaria uma potente rede social com planos de se tornar a internet. Isso foi em 2004: onze anos depois, quase ninguém sabe que esse importante capítulo da história da internet começou a ser escrito lá.

E também não há nada por lá dizendo isso. “Não há nenhum sinal em frente, nenhuma placa na porta, nenhuma indicação de que esse é o dormitório que deu origem a um fenômeno cultural”.

A desinformação vale até para seus moradores. O atual trio de estudantes que mora lá só ficou sabendo que estava em um quarto histórico depois de se mudar para lá. As estudantes preferiam não ficar naquele quarto: é um lugar pequeno e apertado e que não se parece em nada com o apartamento mostrado no filme A Rede Social.

“Com cerca de 46 metros quadrados, as paredes são pintadas com um branco industrial monótono. Um dos quartos tem, inexplicavelmente, cinco portas diferentes. Não tem ar condicionado e nem TV a cabo. Durante os meses mais quentes, os moradores andam com um ventilador elétrico de um lado para o outro. Ao ver o quarto pela primeira vez, um parente de um antigo ocupante o comparou com uma “prisão”.

No ano passado, quando o Facebook completou dez anos, os moradores do apartamento foram surpreendidos por estranhos que estavam na porta com bolo e cerveja. Eles queriam comemorar o aniversário da rede social no lugar em que tudo começou. “Não fazemos ideia de como eles entraram”, disse um dos então moradores.

Morar em um lugar apertado demais, quente e que ainda por cima pode receber a visita de estranhos com alguma frequência não é lá muito animador, então dá para entender porque o tal apartamento não entra nas prioridades dos novos alunos de Harvard, que provavelmente buscam um bom ambiente para estudar.

Ainda assim, é engraçado pensar que esse lugar foi o berço de um dos nomes mais poderosos da internet em 2015 e, mesmo assim, a maioria das pessoas não faz ideia da história que esse lugar tem.

 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar