Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ESTA PEQUENA CÂMERA COM 16 SENSORES CRIA IMAGENS DE 52 MEGAPIXELS

12/10/2015

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
 
 

Você nunca viu uma câmera assim. A Light L16 lembra os olhos de uma aranha, não exatamente uma ferramenta fotográfica, e ela espera conseguir o impossível: fotos de qualidade profissional em um dispositivo (quase) de bolso.

Em câmeras tradicionais, é preciso aumentar o tamanho do sensor digital para melhorar a qualidade de imagem. As melhores câmeras profissionais têm os maiores sensores, aproximadamente o tamanho de um quadro de filme de 35mm. O problema é que sensores grandes são muito caros. Além disso, eles exigem lentes enormes na frente deles, tornando as câmeras muito grandes e pesadas.

A Light L16 funciona de uma forma totalmente diferente. Inspirada pelos sensores pequenos e baratos de smartphone que todos nós conhecemos, o dispositivo inclui 16 módulos de sensor e lente inteiramente separados. Cada um deles tira fotos separadas (dez, para ser exato) em diferentes distâncias focais, que são combinadas para criar uma enorme imagem de 52 megapixels. As lentes variam de 35 mm a 150 mm.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Por dentro da Light L16

A equipe por trás da Light diz que, além da resolução, a câmera se sai surpreendentemente bem com pouca luz, e produz detalhes ainda mais acentuados que em câmeras DSLR profissionais.

Eu dei uma olhada em algumas das fotos da amostra, e por mais que seja impossível tirar conclusões a partir de um conjunto limitado de fotos pré-escolhidas, notei que a qualidade de imagem era realmente fantástica. Eis algumas amostras em escala reduzida:

Light image exporter Light image exporter Light image exporter

A qualidade de imagem é apenas uma parte da equação. Com tanta informação sendo recolhida por várias lentes, a Light L16 dá a opção de controlar a profundidade de campo depois que você tirar a foto. A interface touchscreen na parte de trás da câmera permite escolher quais partes da imagem ficarão em foco. Nós vimos algo similar nas câmeras da Lytro, que não se saíram muito bem no mercado; e eu tenho um ceticismo semelhante em relação à Light.

Fotógrafos são exigentes com seu fluxo de trabalho. A câmera precisa ser rápida, e precisa ser flexível. Se um dispositivo como a L16 limitar a forma em que você pode tirar fotos, seja por causa da velocidade do obturador, tempo de processamento, ou formato de saída, será difícil vendê-la para quem está acostumado a fluxos de trabalho tradicionais.

Eu perguntei sobre esses tipos de problemas, e a equipe da Light me garantiu que eu iria me sentir rapidamente familiarizado com a nova câmera. No entanto, ainda tenho minhas dúvidas, e como eu só pude ver um protótipo não-funcional da Light L16, nós teremos que esperar até que ele chegue ao mercado para realmente ter uma ideia de como tudo funciona.

O principal alvo da Light é o usuário não-profissional que quer apenas imagens incríveis em um dispositivo pequeno e fácil de usar. Seu formato semelhante a smartphones e interface de toque moderna deve ampliar seu apelo.

Infelizmente, seu preço é salgado. A L16 está prevista para chegar ao mercado em setembro de 2016 custando US$ 1.700. Ela é cara! É possível adquiri-la em pré-venda por US$ 1.300, com entrega apenas para os EUA.

É incrivelmente legal ver as pessoas reinventarem um gadget que se manteve extremamente estático durante tantos anos. A Light será sem dúvida uma das muitas tentativas de mudar para sempre o nosso conceito de fotografia.


Camera Light L16 (6) OLYMPUS DIGITAL CAMERA
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar