Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

IBM INAUGURA PRIMEIRO DATA CENTER SOFTLAYER EM EVENTO EM SP

16/09/2015

A IBM realizou na noite desta terça-feira, 15, o evento de lançamento do primeiro data center SoftLayer no Brasil. Os servidores serão instalados na cidade de Jundiaí, no estado de São Paulo,  e são também os primeiros na América do Sul, que devem ajudar a expansão do serviço de nuvem entre os clientes latino-americanos.

O evento contou com a presença de altos executivos internacionais da empresa, representantes de clientes da IBM como SBT e Netpoints e Sérgio Costa, diretor da Investe São Paulo, representando o governador de SP Geraldo Alckmin.

A instalação do data center é parte de uma fase de investimento em expansão mundial contabilizando US$ 1,2 bilhão anunciado ainda em 2014. A expectativa da companhia é ter 40 novos centros de dados espalhados pelo mundo até o fim do ano.

A IBM já possuía um data center na cidade de Hortolândia (SP), mas com a nova central SoftLayer a companhia amplia sua oferta de serviços para clientes latinos. São 100 quilômetros separando as duas unidades, o que permite um ambiente de alta disponibilidade, com mais opções de redundância e recuperação de dados, como explica Paschoal D´Auria, diretor de computação em nuvem da empresa.

Segundo Steve Cowley, vice-presidente da IBM, a nuvem híbrida traz alguns desafios, sendo os principais a localização física dos dados, a latência e a necessidade de abertura de dados. Por isso compraram a SoftLayer, que permite a transferência de dados entre data centers mesmo se a transferência for internacional, o que possibilita que as informações estejam sempre na melhor localidade possível sem custos adicionais, enquanto concorrentes exigem que os clientes escolham uma região e se limitem a ela.

Jack Beech, vice-presidente da área de desenvolvimento de negócios explica que o modelo da SoftLayer é o que pode ser considerado “disruptivo”, principalmente pela oferta dos servidores bare metal, que são servidores físicos, enquanto a maioria oferece apenas máquinas virtuais,  permitindo a customização total da máquina de acordo com a necessidade das aplicações do cliente.

O novo data center deve ter capacidade para 9 mil servidores, totalizando uma potência de 2,8 megawatts. Ele deve trazer toda a gama de serviços da IBM, incluindo acesso ao portfólio a recursos de SaaS, PaaS e IaaS.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar