Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CONHEÇA A REDE SOCIAL QUE PAGA PELOS SEUS POSTS

08/09/2015


Uma rede social da Malásia está crescendo e se espalhando pelo mundo com uma ideia diferente da que pregam os grandes figurões do mercado: em vez de apenas lucrar com as atividades dos usuários, o site também remunera quem o ajuda a crescer.

A rede se chama Gaption e foi lançada em junho. Desde então sua base de usuários chegou a 20 mil, sendo que 40% deles são mensalmente ativos e apenas 30% estão na Ásia - o restante vem principalmente da Europa e Estados Unidos. Nesse tempo, o site arrecadou cerca de US$ 10 mil, e esse dinheiro também foi para os bolsos dos usuários.

“Hoje as pessoas estão sendo tratadas como produtos por plataformas de publicidade como Facebook e Twitter. Elas não recebem compensação pelo conteúdo que publicam”, disse o cofundador Kenneth Ho em entrevista ao Tech in Asia. “A Gaption pretende mudar isso ao devolver alguma da receita que ganhamos aos usuários que contribuem para o nosso sucesso.”

Como funciona?

O internauta não precisa mudar seu comportamento para ser remunerado, basta fazer tudo o que faria no Facebook. A diferença é que, à medida em que seu conteúdo ajuda a gerar movimentação que resulta em clique em publicidade, a pessoa recebe uma porcentagem daquilo.

Assim, quem conta com mais seguidores tem mais chances de remunerações altas, mas se uma pessoa com poucos amigos publicar algo que se tornar viral ela também pode ser bem recompensada.

Outra forma de ganhar dinheiro no site é com compra e venda, pois há uma plataforma de e-commerce lá dentro. A Gaption retém uma porcentagem de cada transação, mas oferece segurança para a transferência de valores e ainda paga uma taxa aos usuários que de alguma forma viabilizaram a transação (compartilhando o anúncio, por exemplo).

O site tem uma tecnologia complicada que analisa o sucesso de cada post e de cada pessoa. Além da base de seguidores, os cálculos levam em conta a qualidade do conteúdo e o engajamento recebido. O resultado são alguns centavos por dia, mas isso pode variar para cima, dependendo do caso.

Também há mecanismos para impedir que algum espertinho tente enganar a rede com spam ou atividade exageradamente alta. “Como eles não são capazes de determinar quanto dinheiro merecem, eles nem tentam explorar o sistema”, afirmou Ho.

Para acessar, clique aqui.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar