Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EM BREVE PODEREMOS SABER A AUDIÊNCIA DE CADA PROGRAMA E EPISÓDIO NO NETFLIX

31/08/2015

Nielsen, a companhia de informação global, está monitorando a performance de programas de serviços de streaming, como Netflix, Amazon Prime e Hulu, segundo informações do Wall Street Journal. Este tipo de informação pode oferecer aos estúdios a munição necessária para negociar valores de licença maiores.

Estúdios como o 20th Century Fox vêm há tempos observando a própria receita cair mais e mais conforme mais pessoas decidem abandonar a TV a cabo em favor aos serviços de streaming. Se os grandes estúdios tivessem acesso às estatísticas de audiência e caso pudessem ver se seus programas têm ou não boas performances, eles talvez pudessem tirar mais dinheiro de serviços como o Netflix.

E aí entra a Nielsen, que começou a acompanhar a audiência de serviços de streaming no ano passado. Agora, a companhia diz ter estatísticas de cerca de 1.000 programas únicos — cerca de 3.000 episódios — que incluem até mesmo informações de quantas pessoas assistiram a um episódio específico, com idade e gênero destes usuários. Mas ainda não está claro se a Amazon Prime e o Netflix deveriam ligar para seus advogados ainda: até então, estes dados são referentes apenas a audiência dos EUA e não incluem dados de dispositivos móveis. O que limita significativamente o valor destas informações.

De acordo com informações da Forbes, essas informações serão disponibilizadas, a princípio, apenas aos estúdios clientes da Nielsen que têm programas disponíveis em serviços de streaming. Ainda segundo a Forbes, o Netflix nunca teve o costume de expor estes dados, argumentando sempre em favor do número crescente de usuários do serviço. A empresa explica não mostrar estes números por não precisar responder aos anunciantes — algo que o Netflix realmente não tem e algo que é parte crucial do modelo de negócio de grandes estúdios e emissoras de TV.

Ainda assim, é interessante pensar que grande conglomerados da mídia podem eventualmente usar as nossas preferências na TV para cobrar mais dinheiro de serviços de streaming. E, caso você seja bem apegado à mensalidade baratinha do Netflix, isso também pode ser um tanto preocupante. Já que, como eles dizem, conhecimento é poder. 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar