Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

RESISTENTE À ÁGUA, M4 AQUA SE DESTACA POR HARDWARE E DURAÇÃO DE BATERIA

31/07/2015

O novo lançamento da Sony veio para alavancar os chamados smartphones intermediários e aproximá-los dos dispositivos considerados top de linha. O Xperia M4 Aqua se destaca não só por sua resistência à água, mas também pelo poder de seu hardware e pela durabilidade da bateria. O que pode não agradar muito é o preço sugerido de R$ 1.499, que é mais caro do que alguns dos concorrentes diretos --Zenfone e MotoG--, que custam de R$ 600 a R$ 900.

Com 5 polegadas e resolução de 1280x720 pixels, o smartphone conta com processador octa-core (oito núcleos) de 64 bits, que não é um dos mais potentes do mercado, mas as configurações possibilitam um desempenho mais ágil -- o dobro da capacidade de dispositivos convencionais (32 bits). Nos testes do UOL Tecnologia, o dispositivo apresentou bom desempenho tanto nas tarefas cotidianas como em ações que exigiam maior empenho. Respondeu bem aos comandos em jogos online e rodou filmes de alta definição sem engasgar.

A bateria de 2.400mAH é outro destaque do  Xperia M4 Aqua. Com o uso moderado do dispositivo --Wi-Fi e ligações--, a carga chegou a durar cerca de dois dias. Mas, ao exigir mais do aparelho, essa duração cai para no máximo 24 horas.

O aparelho também chama atenção pelo delicado design, que se assemelha bastante ao modelo top de linha da Sony. A parte frontal e traseira é revestida com painéis de vidro que dão certo grau de sofisticação ao smartphone. Na lateral direita, há o botão liga/desliga na cor prata, além do controlador de volume e do botão da câmera. O display do dispositivo apresenta níveis de brilho intensos, mas sua tecnologia se adapta automaticamente à luminosidade ambiente e se mantém visível mesmo quando exposto ao sol [mas não livre dos reflexos]. 

Uma das desvantagens está relacionada ao número de aplicativos desnecessários instalados nos dispositivos, que chegam a consumir um quarto dos 16GB de memória disponíveis. Apps que não podem ser removidos e que só ocupam espaço. Seria muito mais prudente e também mais democrático que os usuários tivessem a opção de escolher o que quer ou não ter em seus smartphones.

Outro problema --que não exclusivo do M4 Aqua, mas comum aos dispositivos que operam em Android-- é a poluição do menu principal. Quem está acostumado com o sistema operacional do Google pode até não se incomodar. Para os demais, no entanto, a saída é investir um tempinho para organizar os conteúdos em pastas.

Recursos multimídia

A câmera principal de 13 megapixels é capaz de registrar imagens razoáveis não só em ambientes de luminosidade. O flash também favorece o registro de fotos em locais com falta de luz. Os usuários, no entanto, não devem esperar que o aparelho substitua uma câmera profissional. Além do baixo contrate das cores, o recurso não consegue captar detalhes. O grau de granulação nas laterais e no fundo podem incomodar um pouco os mais exigentes.

Já a câmera frontal de 5 megapixels --compatível ao que é oferecido no mercado-- favorece os autorretratos e as chamadas de vídeo, desde que feitos em ambientes com bastante luz. O aparelho não disponibiliza o recurso de flash para essa câmera.

Mas, para compensar suas deficiências e atrair os amantes de fotos, a Sony investiu em diversos recursos de personalização e edição das imagens. É possível simular o uso de lentes diferentes --tais como a tradicional lente de olho de peixe-- ou mesmo incluir artes nas fotografias de maneira muito simples e rápida.

Outra vantagem é a possibilidade de se fazer selfies e imagens subaquáticas. Mantendo a característica da companhia, o Xperia M4 Aqua é capaz de "sobreviver" à agua doce por até 30 minutos a 1,5 metro de profundidade. A Sony, no entanto, não recomenda que o contato do dispositivo com a água salgada, já que pode oxidar o produto.

Nos testes do UOL Tecnologia, as imagens submersas mantiveram a mesma qualidade das fotos feitas em ambientes secos. Vale lembrar, no entanto, que o comando touch do dispositivo não funciona embaixo d´água, o que pode desencadear algumas interferências. No chuveiro, por exemplo, diversos comandos abriram e fecharam involuntariamente.

O aparelho também possibilita gravações de vídeos HD (1080p). A qualidade das imagens não desagrada. Quanto mais luz melhor a experiência. O grande problema entre os recursos multimídia do Xperia M4 Aqua está no áudio. Mesmo no máximo, a saída de som mono é consideravelmente baixa. Sem contar que o autofalante está localizado na parte inferior do dispositivo, o que acaba abafando ainda mais o som.

Direto ao ponto: Xperia M4 Aqua 

  • Tela: 5 polegadas (1280 x 720 pixels)
  • Sistema Operacional: Android 5.0 (Lollipop)
  • Processador: Qualcomm MSM8939 de 1,5 GHz; GPU Adreno 405 e Octa-core de 64 bits
  • Memória: 2 GB de RAM e 16 GB para armazenamento (compatível com microSD  de até 128 GB)
  • Câmeras: 5 megapixel (frontal) e 13 megapixels (principal)
  • Dimensões: 145,5 x 72,6 x 7,3 mm; 136 gramas
  • Conexões: Wi-Fi, 4G, Bluetooth 4.1
  • Preço sugerido: R$ 1.499
  • Pontos positivos:  hardware, durabilidade da bateria e resistência à água
  • Pontos negativos: áudio, qualidade da câmera principal e excesso de aplicativos instalados  
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar