Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ATÉ O FINAL DO ANO TODOS DEVEM RECEBER O WINDOWS 10, DIZ MICROSOFT

30/07/2015

A atualização para o Windows 10 começou nesta quarta-feira (29), mas ela ainda deve demorar para chegar a todos os usuários. A Microsoft acredita que 1 bilhão de dispositivos tenham o novo sistema operacional até 2018. A previsão, no entanto, é que até o final do ano todas as máquinas com as edições 7 e 8.1 já tenham recebido a notificação de atualização, afirmou a empresa em coletiva de imprensa.

Para usuários dessas versões do Windows, a atualização é gratuita desde que seja realizada até 29 de julho de 2016. Os demais terão que pagar de R$ 329,99 [para usuários domésticos] a R$ 559,99 [versão Pro]. 

"O prazo final é um ano a partir de hoje, já que todos os usuários têm esse prazo para baixar a nova atualização", diz Gustavo Lang, gerente geral da divisão de Windows da Microsoft no Brasil. Segundo ele, mesmo aqueles que não fizeram a reserva para a atualização do PC --seja por medo ou por desconhecimento-- ainda podem adquirir o upgrade.

"Basta clicar no símbolo da Microsoft no menu inferior direito do computador para demostrar o interesse pela atualização e entrar na fila para a distribuição." Para os computadores que não suportam o Windows 10, a empresa deve indicar que os usuários troquem o computador para poder ter o sistema atualizado e com mais segurança. 

A atualização garante que o usuário receba os futuros update sem que tenha que pagar qualquer taxa adicional, mesmo após o prazo de um ano.

Lang classificou o Windows 10 como o melhor e mais seguro sistema operacional já feito pela Microsoft. "O sistema já foi testado por 5 milhões de usuários dentro do Windows Insider para garantir a segurança. Estamos confortáveis em lançar o Windows mais seguro já feito pela Microsoft". 

Segundo ele, o sucesso da plataforma se deve à colaboração dos usuários, que participaram ativamente do desenvolvimento ao testar as versões beta e enviar sugestões e críticas.

Nesta nova versão, as atualizações de segurança e novas funcionalidades serão mais constantes, sempre que necessárias -- não deve haver mais um grande update do Windows. "E todas as atualizações serão testadas e aprovadas tanto pelo time da empresa como pelos usuários no Microsoft Insider", acrescentou Lang. 

 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar