Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

A POLÍCIA INDIANA QUER QUE A POPULAÇÃO REPORTE CRIMES PELO PERISCOPE

14/07/2015

1338231535520223013

Poucos minutos depois da meia noite você é acordado pelo barulho de uma janela quebrando em algum lugar da rua. Você olha para fora e vê que dois homens aparentemente estão roubando o carro do vizinho. E em vez de ligar para a polícia, você saca o seu celular e grava tudo no Periscope.

Esse cenário pode muito em breve se tornar realidade graças a uma ideia sendo proposta à cidade de Bangalore, na Índia. Inspirado pelo uso do Periscope em uma conferência recente, MN Reddi, o comissário de polícia da cidade — que emerge como uma estrela das redes sociais, com mais de 290.000 followers no Twitter — propôs que os cidadãos reportem crimes usando o app de live-streaming como parte de uma nova estratégia de “policiamento comunitário”.

Parte do plano inclui usar o Periscope para transmitir as coletivas de imprensa, usando perguntas dos residentes locais. A eventual ideia é que a polícia seja alertada dos crimes que estão acontecendo com o Periscope, de modo que a localização seria automaticamente determinada e, além de tudo, a gravação das imagens do ocorrido poderia ser usada como evidência. Ainda não temos detalhes de isso seria gerenciado, mas acredito que uma hashtag destinada à polícia no Tweet seria o suficiente para alertar as autoridades, que poderiam tomar as providências necessárias. “Esperamos que isso funcione como uma câmera de vigilância ao vivo no bolso de todo mundo”,  disse um policial anônimo ao The Economic Times.

Usar as redes sociais para capturar criminosos pode ser um pouco perigoso. Depois dos tumultos após o resultado da Copa Stanley de 2011, em Vancouver, a polícia pediu à população que a ajudasse a identificar vândalos por meio de fotos no Facebook e vídeos do YouTube — e isso gerou uma série de linchamentos públicos contra os vândalos, o que fez com que eles perdessem emprego e moradia. Um estudo publicado após o ocorrido em Vancouver concluiu que policiamento feito pela população desacelera e prejudica investigações oficiais — especialmente quando é muito fácil fabricar imagens falsas. Isso foi feito no Reddit, na caça às bruxas aos terroristas da maratona de Boston.

Entretanto, live-streaming é um pouco diferente, já que manipular as imagens fica um pouco mais difícil, mas ainda existe a possibilidade de vigilantes verem o vídeo e decidirem fazer justiça com as próprias mãos — e, além disso, as pessoas poderiam pregar peças nos policiais. Para completar, a polícia pode se ocupar tanto em investigar os casos que irão surgir no Periscope que se esquecerá dos casos pela cidade que não forem divulgados na rede. Existe ainda a possibilidade do criminoso perceber que está sendo filmado e tentar machucar a pessoa responsável pelo feed.

Se a polícia está encorajando cidadãos a usar o Periscope para reportar crimes, esperamos que estes mesmo cidadãos também se sintam livres para usar a rede quando forem abordados pela polícia. O Periscope é, de muitas formas, o equivalente a uma câmera de corpo usada pelos polícias, exceto que ele não armazena o conteúdo na câmera, mas a joga na rede automaticamente.

 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar