Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DEMISSÕES DA MICROSOFT ATINGEM A SUBSIDIÁRIA NO BRASIL

09/07/2015

O Brasil não vai ficar imune às demissões anunciadas pela Microsoft mundialmente. A companhia comunicou que 7,8 mil funcionários serão cortados até o fim de 2015, em função do pouco sucesso da estratégia de mobilidade. Não há números com relação ao Brasil. Oficialmente, a companhia ainda não se pronunciou. Aqui no Brasil, a Microsoft assumiu, por exemplo, a fábrica da Nokia, em Manaus. 

Há um ano, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, informou o plano de reestruturação- leia-se demissões - com o objetivo de dar uma guinada na atuação da empresa no setor de telefonia.  A MS pagou US$ 7,17 bilhões pela Nokia com o intuito de massificar o uso do Windows nos smartphones, mas, na prática, o negócio pouco decolou.

A empresa aparece muito distante das rivais Google, com o Android, e da Apple e se mantém na faixa de 3% de market share. E pouco antes do lançamento do Windows 10, previsto para o dia 29 de julho, a empresa fez os ajustes. E o Brasil dessa vez sentiu bastante os efeitos.

O informe da Microsoft revela que, no curto prazo, a empresa deve reduzir o portfólio de aparelhos, com foco em três segmentos de consumidores. A equipe de desenvolvimento de celulares ficará focada em criar modelos com recursos de gerenciamento, segurança e produtividade; de baixo custo para comunicações básicas; e os top de linha para mostrar o poder do Windows nas plataformas móveis.

No último mês, a empresa vendeu para o Uber parte de sua divisão de mapeamento e assinou acordo com a AOL para se responsabilizar pela gestão de publicidade na plataforma Bing. A AOL também passou a usar o Bing como mecanismo de busca.
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar