Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

AGÊNCIA QUE CRIOU A INTERNET PAGA US$ 2 MILHÕES A QUEM CONSERTÁ-LA

09/07/2015

A Agência de Projetos de Pesquisa Avançados de Defesa do Pentágono, conhecida pela sigla DARPA, é a organização que há muitos anos deu origem à internet. Vinculada ao exército americano, hoje ela vê que sua criação deu errado do ponto de vista de segurança e quer corrigi-la para protegê-la.

A agência vê a cibersegurança hoje como um alarme de incêndio, que avisa quando há fumaça e então os bombeiros são acionados para apagar o fogo. No entanto, no futuro, sistemas massivos de computadores automatizados poderão não apenas detectar a fumaça, mas prevenir que surja o fogo ou apagá-lo imediatamente, antes que tudo esteja perdido.

Para isso, a DARPA convidou equipes dos Estados Unidos inteiros para competir no que a agência chama de “Grand Cyber Challenge”, que oferecerá ao vencedor a quantia de US$ 2 milhões.

O projeto começou com mais de 100 equipes candidatas, mas agora chegou a apenas 7 finalistas, anunciados nesta quarta-feira, 8, que competirão no evento programado para o ano que vem.

Entre os finalistas estão diversos perfis de participantes. Há um time formado por apenas dois pesquisadores em cibersegurança, mas também há uma equipe da Raytheon, uma megacorporação que produz armas e equipamentos eletrônicos militares, que já investiu US$ 3,5 bilhões na área de segurança digital na última década.

Michael Walker, gerente da DARPA, explica que o objetivo é igualar o "terreno" que, hoje é favorável aos cibercriminosos. Ele explica que se um sistema fosse imaginado como uma muralha de 1 milhão de milhas, "os hackers só precisariam encontrar uma rachadura para penetrar no sistema, enquanto a defesa precisa vigiar a parede inteira". Apenas um sistema computadorizado seria capaz de encontrar uma falha e corrigi-la antes que ela fosse explorada.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar