Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COMO DESCOBRIR SE SEU SMARTPHONE ESTÁ INFECTADO

08/07/2015

como saber se o android está infectado
 
 

Todos os dias ouvimos falar sobre a existência de vírus e spywares para os smartphones. São notícias de programas que podem roubar senhas, danificar os aplicativos e deixar o sistema pesado e travando. Mas você sabe identificar seu o seu smartphone está infectado?

Reunimos algumas dicas para você tirar essa dúvida de vez e, quem sabe, solucionar os problemas do seu dispositivo.

Android

Sinais de que seu smartphone está infectado:

Exibição de muitos anúncios enquanto navega na internet – se isso acontece, você deve estar com algum spyware instalado.

Aumento do consumo da rede de dados (3G ou 4G) sem motivos aparentes – pode ser algum malware que tenta acessar sites sem sua autorização.

Consumo dos créditos de celulares pré-pagos ou aumento na conta do telefone – alguns desses vírus fazem ligações e enviam SMS para outros números sem que você perceba.

Aparecimento de aplicativos que você não instalou – se aparecerem programas diferentes, que você tem certeza que não colocou, você certamente está com algum malware no aparelho.

Atividades estranhas em contas e serviços online – alguns spywares tentam acessar esses sistemas para roubar senhas.

Programas que solicitam dinheiro para desbloquear o acesso eletrônico – se acontecer, você certamente está com vírus.

O que fazer se eu estiver com o smartphone infectado?

smatphone

Existem algumas medidas que você deve tomar:

A primeira medida é instalar um programa antivírus e antispyware no seu smartphone. Existem diversas opções gratuitas para todos os sistemas operacionais. Se você é usuário de um smartphone com Android, por exemplo, pode optar pelo Avast Mobile Security ou pelo AVG Antivírus, dois dos melhores apps do ramo.

A segunda coisa a ser feita não livra você das infecções atuais, mas previne as próximas: mudar alguns hábitos. Não navegue em sites suspeitos, somente faça download de programas de fontes seguras, verifique constantemente suas permissões, não efetue jailbreaks e proteja o que puder com senhas – dê preferência a senhas grandes, com letras maiúsculas e minúsculas, números e sinais gráficos; e tenha senhas bem distintas para cada serviço ou tela de bloqueio, de preferência.

Também evite usar redes wi-fi públicas. Sempre opte por se conectar a redes conhecidas e seguras.

Além disso, se você tem filhos ou sobrinhos pequenos ou de alguma maneira expõe seu aparelho ao uso de crianças, é ideal que baixe uma ferramenta de controle parental, o que evitará que as crianças acessem aplicativos e façam downloads indesejados.

Com esses cuidados, você dificilmente terá problemas com pragas virtuais.



 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar