Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APENAS 7 DRONES ESTÃO REGULARIZADOS NO BRASIL, SEGUNDO A ANAC

29/06/2015


Um levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo apontou que, dos mais de 50 mil drones que existem no Brasil, apenas sete estão dentro da lei. Um dos motivos para esses números seria o preço para colocar a aeronave não-tripulada dentro das normas: a regularização do equipamento custa cerca de R$15 mil.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), os sete drones regularizadas no país são: dois da polícia militar ambiental de São Paulo, dois da Polícia Federal, um do Departamento Nacional de Produção Mineral e dois da empresa Xmobots, que fabrica aeronaves do tipo.

A ANAC indica que existem duas maneiras para regularizar as aeronaves não-tripuladas no Brasil: aeromodelismo, para uso recreativo, ou então para operações experimentais, com o uso focado em pesquisas. Para colocar as aeronaves dentro da lei, é necessário ter um certificado de responsabilidade técnica, emitido por um engenheiro especializado, que custa em torno de R$15 mil.

A maior preocupação da ANAC com esse tipo de veículo é a segurança. A agência reguladora está preparando uma portaria para melhorar os métodos de regularização da tecnologia e impor algumas regras para que não hajam acidentes. 

Uma das normas seria proibir o uso de drones em vias públicas ou espaços abertos sem a autorização dos presentes. Por exemplo, para utilizar o drone para fazer fotos em um casamento, seria necessário uma declaração não só dos noivos, mas de todos os convidados. Além disso, os drones deverão ser certificados pelo órgão regulador e ter um número de série fornecido por eles. Quem quiser operar os veículos deverá ter uma habilitação específica para isso.

A ANAC disse que a portaria de regulamentação já está na fase de ajustes finais e será publicada em breve.
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar