Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVO NAVEGADOR DA MICROSOFT ABANDONA TECNOLOGIAS DO INTERNET EXPLORER

08/05/2015

 
Em um post no blog do Windows, dois líderes da programação do Microsoft Edge, sucessor do Internet Explorer, detalharam quais tecnologias do antigo navegador ficam de fora do novo produto. De acordo com Charles Morris e Jacob Rossi, a Microsoft já eliminou mais de 220 mil linhas de código que estavam sobrando no IE, removeu mais de 300 interfaces que rodavam no programa mas não em outros navegadores, e fizeram mais de 4.200 correções para adequar o Edge aos novos padrões.

De acordo com o StatCounter, o Internet Explorer perdeu muito espaço desde 2012, quando era usado por 34% dos usuários de internet no mundo e liderava o mercado. Em abril deste ano, apenas 18% dos internautas ainda o utilizavam. O Chrome, por outro lado, saltou de 31% do mercado para quase 50% do mercado.

Um dos principais componentes abandonados foi o ActiveX, que permitia a outras empresas escreverem plugins que expandiam as capacidades do navegador. Adobe Flash, Microsoft Silverlight e o Java, da Oracle, são alguns deles.

Esta prática, no entanto, atualmente é considerada inadequada: desenvolvedores da web preferem incorporar essas funcionalidades no próprio navegador, para que os plugins não sejam necessários. Dessa forma, o Edge, assim como o Chrome, terá uma versão do Flash incorporada em seu código, além de um leitor de pdf.

As mudanças, segundo os programadores, têm como objetivos facilitar a vida dos programadores, que poderão incluir funcionalidades avançadas em seus sites sem ter que se preocupar em reescrevê-lo para funcionar no Edge. Por esse motivo, a CNet considera que essa atualização é importante para o futuro da internet, que poderá se aproveitar mais de funções como gráficos 3D e conversas por voz e imagem.

O logo do Microsoft Edge, no entanto, ainda traz muita coisa do navegador antigo da empresa. 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar