Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VAZAM ESPECIFICAÇÕES DA MICROARQUITETURA DA LINHA ZEN DE APUS DA AMD

29/04/2015


Alguns slides sobre a próxima microarquitetura de APUs da AMD foram compartilhados no AMD Financial Day. Batizada de "Zen", o codinome corresponde à nova estrutura em 14nm x86 desenhada do zero e prevista para lançamento entre 2016 a 2017. É esperado que este novo empreendimento tecnológico da AMD seja equivalente ao impacto do Phenom em sua geração, porém com muito mais eficiência de energia e capacidade de processamento.

Descobertas iniciais indicam que o Zen pode usar uma microarquitetura estilo SMT, indicando um SMT no cluster core, que tradicionalmente fazia multi-threading. Em relação ao servidor, isso significa que você pode combinar múltiplos processadores em um único PCB. A arquitetura zen será construída em 14 nanômetros, contando com suporte à DDR4 e 95W de TDP – com a fabricação pela GlobalFoundries em um nodo FinFET de 14nm.

 

Nos slides é possível notar a semelhança entre o Zen e o core "Stars" projetado pela AMD na época da série Phenom, mas com muito mais potencial. O design do módulo nas APUs, por exemplo, não está presente aqui. Enquanto aqui cada "clucstre" (cluster + module) tem seu próprio núcleo, em um processador com gráfico integrado, cada módulo tem dois núcleos. Isso corresponde a um potencial maior por core.

A nova série terá suporte tanto à DDR3 quanto DDR4 nos controladores de memória, além de um PCI-Express 3.0 – um fator que dependerá mais da produtora da placa-mãe. Cada núcleo terá um cache L2 dedicado de 512KB e um cache L3 compartilhado de 8MB em um total de quatro cores.

 
 

Outro slide dá mais especificações detalhadas. As quatro unidades não são clusters ou módulos com dois cores por módulo, mas sim uma unidade puramente quad-core, que não compartilham componentes de hardwares entre si além do cache L3.

Com o lançamento para 2016, será interessante ver se estes quatro cores serão suficientes para enfrentar a Intel: atualmente o design da concorrente, o Haswell-E, conta com oito cores, e cada um sendo duas vezes mais rápido (por core) do que a microarquitetura atual da AMD.

 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar