Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POR QUE VOCÊ NÃO DEVE COMPRAR UM APPLE WATCH TÃO CEDO

11/03/2015

usxrhywxlcfx2czk21sb

O Apple Watch é uma peça de hardware tentadora para muitas pessoas. Depois de muitos rumores e de uma longa espera, você finalmente pode comprá-lo e colocá-lo no pulso. Mas eu estou aqui para jogar um balde de água fria na cabeça dos entusiastas: quase ninguém deveria comprar o smartwatch da Apple.

A apresentação do Apple Watch, que aconteceu ontem, foi o exemplo de um espetáculo vazio: um grande show feito por uma empresa que não tinha — naquele momento — nada a dizer. Vamos ser realistas: o Apple Watch não passa nem perto de ser impressionante, principalmente quando você compara a realidade com os rumores que sondavam o lançamento, que faziam parecer que o Apple Watch seria o smartwatch que finalmente tornaria esse tipo de gadget indispensável para o dia a dia. É possível que um dia os smartwatches se tornem realmente úteis, mas essa primeira versão do relógio da Apple ainda está bem longe disso.
 

Como fãs de tecnologia, temos uma tendência a pensar nos gadgets de sucesso como os produtos com polimento que eles se tornam depois que já tiveram modelos e versões suficientes para serem lapidados. Tendemos a esquecer que as primeiras versões dos produtos costumam ser bem ruins.

Vamos considerar alguns exemplos do passado da Apple:

Lançado em 2007, o iPhone original era uma revolução incompleta. Não tinha 3G ou uma câmera frontal. Não tinha GPS ou giroscópio. Caramba, não tinha nem mesmo a App Store!

O iPad original, de 2010 não tinha câmera nenhuma — elas só apareceram no iPad 2. Sem Skype com a vovó e sem FaceTime do topo do Empire State Building. Ainda pior: o iPad 1 não era multitarefa a princípio, e não era nada divertido ter que abrir um aplicativo do zero toda vez que se quisesse usá-lo. Quando o iPad original recebeu as funções multitarefa com uma atualização do iOS, a performance do tablet diminuiu de forma grotesca.

O iPod Touch Original não possuía funções chave como conexão Bluetooth e não teve câmera até 2012.
 

Hoje, o MacBook Air é consagrado como uma máquina poderosa e pequena, vendida à preços acessíveis — fora do Brasil. Mas este nem sempre foi o caso. O compacto computador de design simples era impressionante do lado de fora, mas ele só se tornou realmente potente depois que a Apple substituiu o processador Intel Core Duo pelos Intel Core i5. De qualquer forma, era possível obter boa performance de alguns modelos iniciais do Air, mas o preço deles era próximo aos $2.000.

Então espere!

Se você tem planos de comprar um Apple Watch, repense. Mesmo que as versões futuras eventualmente ofereçam funções únicas e valiosas, que sejam realmente úteis e que consigam ir além de alternativas como o Pebble, a primeira geração nunca chegará lá. Se você esperar um ano até a segunda versão, é certeza que ela será muito melhor de diversas maneiras.

Para algumas pessoas, só o prazer de ser o primeiro a ter o gadget do momento é suficiente. Eles pagarão o que for preciso para serem os primeiros da fila e espero que tenham dinheiro sobrando, porque eles certamente estarão comprando o mesmo produto ano que vem. Ou vão ficar roxos de raiva.
 
 
 
Fonte: Gizmodo
 
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar