Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOOGLE E FACEBOOK DITAM SUAS ESTRATÉGIAS ÀS TELES

03/03/2015

No primeiro dia do Mobile World Congress, em Barcelona, os OTTs brilharam mais uma vez. Google e Facebook desafiaram suas estratégias às teles. Foi na verdade, um jogo de ´morde e assopra´. Tanto que o Google confirmou a ideia de ter backbone mundial, mas garantiu que não planeja vir a ser uma concorrente das teles. Já o Facebook, mais uma vez, mostrou o Internet. org, projeto rejeitado por boa parte das operadoras tradicionais.

A presença de Mark Zuckberg era esperada desde a realização do primeiro painel do dia, quando o
CEO da Deustche Telekom, Tim Höttges, deixou claro que o Facebook era, sim, um serviço de comunicação, mas que não estava regulado desta forma, criando uma competição desigual com as teles. Zuckberg. por sua vez, sustentou suas iniciativas e manteve a ideia que o Facebook serve para conectar pessoas e ampliar, assim, o consumo de dados das teles quase deixando a entender que há a ideia de parcerias.

Zuckberg evitou de todas as formas entrar em conflito com as teles e foi bastante ajudado pela organização do Mobile World Congress. No painel, ele contou com a participação de operadoras que aderiram ao Internet. org, projeto que quer fomentar o acesso gratuito a alguns aplicativos, entre eles o Facebook. O CEO da Milicom, Mario Zanotti, operadora colombiana que firmou acordo com a rede social para o Internet.org, revelou que, em média, as vendas de serviços de dados cresceram 30% após o acordo.

Na sua apresentação  - realizada num horário do almoço, numa sala paralela, mas ainda assim bastante lotada - o vice-presidente executivo do Google, Sundar Pichai, também mostrou detalhes dos planos da empresa. Ele confirmou que o Google terá uma MVNO nos Estados Unidos para elevar serviços onde hoje eles não são ofertados. Também disse que todas as iniciativas da empresa, como o Google Fiber e os projetos dde acesso à Internet por meio de balões estratosféricos, também vão seguir adiante.

Pichai assumiu que o Google planeja um backbone mundial, mas que não há interesse de explorar essa infraestrutra ela própria como operadora. Ou seja: em outras palavras, não há intenção de rivalizar com as teles. A ideia é abrir essa infraestrutura para provedores de serviços. O certo é que no primeiro dia do Mobile World Congress, que é o evento das operadoras, muitas delas não estiveram presentes como a Telecom Italia e a America Móvil.

 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar