Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COM CÂMERA DE 21 MEGAPIXELS, MOTO MAXX ENTREGA ATÉ 40 HORAS DE BATERIA

23/02/2015

Além de preço salgado, Motorola Moto Maxx é um "tanto feioso"TEST


Com tela de 5,2 polegadas, o Motorola Moto Maxx, top de linha da empresa, agrada principalmente pela duração da bateria. São mais de 40 horas em uso intenso (como efeito de comparação, um Motorola Moto X, sob as mesmas condições, dura pouco mais de 12 horas). Outro ponto que chama a atenção é sua câmera de 21 Mpixel, que faz fotos coloridas e com formas muito bem delineadas. Seu preço sugerido é de R$ 2.200.

Além de durar bastante, a bateria do Moto Maxx carrega rapidamente --cerca de 6 horas de funcionamento em 15 minutos. O dispositivo informa a porcentagem de energia restante em dias, horas, minutos e segundos, o que facilita o controle do usuário.

O visor do telefone, reforçado, conta com o Corning Gorilla Glass, que protege contra quedas e arranhões. A combinação entre o processador Qualcomm Snapdragon 805 quad-core de 2,7 GHz e o display Quad HD proporciona uma ótima experiência com games e filmes. Há velocidade nas respostas às ações do usuário e 3,7 milhões de pixels no display.

Em tempo: para usuários que não procuram por bateria de longa duração, uma opção ao Maxx pode ser o Moto X. O equipamento tem hardware levemente inferior (processador quad-core 2,5 GHz) e é consideravelmente mais barato que seu irmão top de linha (custa cerca de R$1.500).

Design

O design é um dos pontos negativos do telefone. Tanto a parte traseira como frontal são bastante espartanas, com bordas grossas. A parte traseira, em nylon balístico, aparenta durabilidade. O acabamento também funciona como um repelente à água. Algumas partes são feitas em Kevlar, material cinco vezes mais resistente que aço. O dispositivo é um pouco pesado – 176 gramas. Se o Moto Maxx é feioso, pelo menos, parece ser duro na queda.

A câmera principal de 21 megapixels filma em HD, ultra HD (4K) e em câmera lenta. Enquanto faz vídeos, o usuário pode tirar fotos sem a necessidade de parar a operação. Outro diferencial é a função de controlar o foco e a exposição de luz da foto apenas deslizando o dedo pela tela. O Moto Maxx conta com dois flashes, que iluminam ambientes facilmente.

Alguns comandos por movimentos do telefone são detectados por sensores infravermelhos. Os controles de voz respondem a um comando inicial, definido previamente pelo usuário. Por meio deles, é possível tirar selfies, postar em redes sociais, reproduzir músicas (inclusive no YouTube), consultar a previsão do tempo e outros tipos de informações. Em comparação ao Moto X 2013, o suporte a voz aparentou melhoras  --ele entende mais pedidos do mesmo usuário sem a necessidade de ficar repetindo a operação.

O usuário pode migrar seus dados de um aparelho Android ou iOS para o Moto Maxx. Nos testes realizados pelo UOL Tecnologia, o sistema funcionou direitinho. Basta baixar o aplicativo Migração Motorola no aparelho antigo, acessar o aplicativo Motorola Migrate no Moto Maxx e seguir as instruções. A operação transfere contatos, vídeos, fotos, músicas, histórico de chamadas e outros dados pessoais.

O fone que vem de fábrica com o Moto Maxx é bom, mas não tem botões para regulagem de volume. O sistema de microfones CrystalTalk diminui ruídos durante as chamadas e melhora a precisão do Moto Voz. A memória de 64 GB não é expansível. O dispositivo não oferece serviços de televisão digital e nem de dual chip.

Direto ao ponto: Motorola Moto Maxx

  • Tela: 5,2 AMOLED (1440x2560) Quad HD/ Corning Gorilla Glass 3
  • Sistema Operacional: Android 4.4.4 Kit Kat
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 805 com CPU quad-core de 2,7 GHz
  • Memória: 3GB(RAM) + 64GB(interna) não expansível
  • Câmeras: Principal 21MP / Câmera frontal 2MP
  • Dimensões: 143,5 x 73,3 x 11,2mm
  • Peso: 176g
  • Conexões: BT 4.0 LE, WiFi 802.11a/g/b/n/ac e hotspot móvel
  • Preço sugerido: R$ 2.200
  • Pontos positivos: Bateria com alta durabilidade, câmera principal de 21 megapixels e hardware de ponta.
  • Pontos negativos: Preço salgado, não é dual chip e um tanto feioso.

 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar