Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PLANO PARA FAZER CONTATO COM ALIENÍGENAS DIVIDE COMUNIDADE CIENTÍFICA

16/02/2015 01:00:00

 

Foto: UFOCommunity.org./Reprodução.
 
 
 

O contato com sociedades inteligentes de aliens vem dividindo os cientistas sobre o impacto que as descobertas causariam na Terra.

O programa “Seti“ (Search for Extraterrestial Intelligence) foi criado na década de 1960 para, de forma passiva, tentar captar sinais de rádio enviados por espécies extraterrestres. Agora, lideranças do projeto estão propondo a busca ativa, conhecida como Meti (Messages to Extraterrestrial Intelligence), mas membros da comunidade acadêmica, incluindo Stephen Hawking, demostram temor com a proposta.

“Um pequeno grupo de astrônomos do Seti estão resistindo à ideia de uma consulta internacional antes que a humanidade dê o ousado e irreversível passo com o Meti, gritando nossa presença no cosmos”, disse o cientista espacial David Brin ao jornal britânico “Independent“. “Estaria tudo bem se você estiver colocando apenas se colocando em risco, mas se o risco é imposto a toda a humanidade no planeta, seria muito pedir para discutirmos primeiro?”.

O plano do Meti é enviar sinais de rádio em direção a partes da galáxia que possuam planetas como a Terra, localizados pelo telescópio espacial Kepler, que incluem muitos na chamada zona habitável de estrelas. Por outro lado, críticos afirmam que a proposta trai os princípios fundadores do Seti, que eram de escutar, não transmitir. O temor é que as mensagens indiquem a localização do nosso planeta a extraterrestres que tenham o interesse de fazer mal à humanidade.

Em 2010, Stephen Hawking alertou que humanos deveriam ficar em silêncio porque civilizações alienígenas podem ser atraídas ao nosso planeta para explorar os recursos. “Se alienígenas nos visitarem, o resultado poderá ser o mesmo de quando Colombo desembarcou na América, o que não foi bom para os nativos”, disse Hawking, na ocasião.

Por outro lado, a proposta tem seus defensores. “Com as detecções recentes de planetas como a Terra em zonas habitáveis de outras estrelas, nós temos alvos naturais para tais projetos de transmissão”, disse Douglas Vokoch, do Instituto Seti, na Califórnia. “Alguns argumentam que nós deveríamos evitar transmissões poderosas a todo o custo por temer uma invasão alienígena. Se essa visão se enraizar, seria um sinal do perfil isolacionista da humanidade, evitando exploração, tentando minimizar os riscos a qualquer custo.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar