Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INTERNET.ORG, DO FACEBOOK, NÃO CONSEGUE BRECHA NO BRASIL

11/02/2015

O Facebook se juntou à indiana Reliance Communications para oferecer acesso gratuito a alguns serviços online na Índia, ampliando sua campanha para impulsionar o uso de Internet em países em desenvolvimento. A Índia, segundo maior mercado de telefonia móvel do mundo, se tornará o primeiro país na Ásia a receber o novo aplicativo Internet.org, que tem como público-alvo usuários de telefonia móvel.

O aplicativo, direcionado a usuários rurais e de baixa renda, vai oferecer acesso a mais de 30 serviços na web, incluindo classificados de emprego, sites de saúde e educação, como também os serviços de rede social e de mensagens do próprio Facebook. O serviço será oferecido via sistema operacional Android.

Como em outros países há críticas à prática do Facebook. "Esta é uma abordagem que mina a livre expressão na Índia", disse  Pranesh Prakash, diretor de políticas no Centro para Internet e Sociedade, uma organização com sede em Bangalore, que apontou que o aplicativo não oferece verdadeiro acesso livre à Internet.

O Facebook fechou parceria com mais de 150 provedores de telecomunicações sem fio nos últimos quatro anos para oferecer acesso gratuito ou com desconto à sua rede social, mas o novo aplicativo marca a primeira vez que a companhia acrescentou serviços além de seu próprio website. O serviço chegará à Índia após ter sido lançado na Zâmbia, Tanzânia, Quênia, Gana e Colômbia.

Há um ano, no Mobile World Congress de 2014, realizado em Barcelona e que pela primeira vez contou com a presença de OTTs, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, tentou a adesão das teles tradicionais, mas não obteve êxito.

No Brasil, o Internet.org segue não tendo espaço para acontecer. Até o momento, nenhuma tele se predispôs a fazer acordo semelhante. Nenhuma das teles tem, por exemplo, acordo para retirar o Facebook dos créditos de banda larga móvel. O único acordo próximo foi o fechado pela TIM com o WhatsApp, comprado pelo Facebook.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar