Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TV PIRATA: AZ BOX TERIA ´APAGADO´ SUA ATUAÇÃO NA AMÉRICA LATINA

18/12/2014

 

A AZ Box, uma das principais responsáveis pela TV pirata na região, em função dos seus decodificadores que permitem o ´roubo´ do sinal da TV paga, teria encerrado suas atividades, informa o portal Next TV Latam, nesta quarta-feira, 17/12. De acordo com o noticiário, os responsáveis pela empresa teriam enviado uma carta oficializando a decisão aos fóruns especializados na área. No Brasil, dados da ABTA, mostram que há cerca de 4,2 milhões de ´assinantes´ piratas de TVs.

Estudo da consultoria Dataxis mostra que a pirataria é responsável por 11% dos acessos de TV por assinatura na América Latina, com Brasil, Argentina e Colômbia contribuindo com o maior volume de usuários com acessos irregulares. Para a Dataxis, sete principais mercados da região fecharão o ano de 2014 com 7,8 milhões de residências com sinais piratas, representando a terceira maior "operação" de TV da América Latina.

Maior parte dos assinantes piratas de TVs-  59,6% - receberia os sinais piratas por satélite. O fim da AZ Box teria começado a se desenhar em agosto, quando por duas semanas, houve um apagão tecnológico e os ´clientes´ desses conversores ficaram sem sinal de TVs. A reportagem do Next TV Latam destaca, porém, que os responsáveis da AZ Box relatm que ainda há vários modelos de conversores funcionam, mas que não há mais equipes de suporte aos dispositivos.

A Dataxis avalia que os únicos sistemas de TV por assinatura piratas que estão ativos e estáveis na região são aqueles em que os usuários devem pagar uma pequena taxa para a manutenção e suporte. Eles trabalham em IKS -Internet Sharing Keys (Chaves Share via Internet) - ou SKS também conhecido como SDS, Dongle Sharing Satellite (Share via satélite Dongle).
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar