Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MARK ZUCKERBERG BLOQUEIA COMENTÁRIOS NO PRÓPRIO PERFIL DO FACEBOOK APÓS “INVASÃO” DE BRASILEIROS

16/12/2014

Desde sexta-feira, uma legião de brasileiros vinha bombardeando o perfil de Mark Zuckerberg no Facebook. Posts antigos passaram a receber uma enxurrada de figurinhas (stickers) e imagens de memes sem motivo aparente. Enfim, Mark respondeu: os comentários em todos os posts dele foram bloqueados.

A brincadeira parece ter começado em um post de maio de 2012, em que Zuckerberg anunciou seu casamento com Priscilla Chan: nele há quase 190 mil comentários, a maioria de brasileiros. O último foi publicado ontem às 16h14, e o post foi bloqueado – agora só é possível curti-lo.

Outro post recebeu um volume enorme de comentários: o “acontecimento” de que Mark se tornou vegetariano em janeiro de 2011. Na sexta-feira, havia mais de 20 mil figurinhas e memes; agora, são mais de 110 mil. O último comentário também foi feito às 16h14 de ontem.

E vários outros posts antigos de Zuckerberg viraram alvo. Neste aqui, com a data de nascimento dele, há 2.500 comentários. Neste, sobre o lançamento do feed de notícias em 2006, há mais 2.700. E não são apenas brasileiros: pessoas de outras nacionalidades – de países árabes e de Bangladesh, por exemplo – fizeram o mesmo.

Invasao em foto de Zuckerberg

Posts mais recentes também receberam diversos comentários do Brasil. Esta foto com Kevin Systrom, que comanda o Instagram, tem imagens com “HUEHUEBR” e coisas do gênero.

A “invasão” acabou no perfil de Zuckerberg porque ele bloqueou os comentários em todos os posts no perfil dele. Isso ainda não está disponível para os usuários, mas deveria: há anos, o Google+ permite bloquear comentários em cada post, e isso pode ser bastante útil – como o próprio Mark sentiu na pele. Também é possível limitar quem pode comentar nos seus posts públicos; não há como fazer isso no Facebook.

Desativar comentarios no Google Plus

Afinal, por que isso tudo aconteceu? Alguns dizem que a ideia era reclamar do alcance das Páginas do Facebook: nos últimos meses, elas vêm sofrendo uma queda no número de visualizações.

Mas para a maioria, era só algo divertido a se fazer – “a zueira não tem limites”, e coisa do tipo. O caso chamou mais atenção após aparecer no TechCrunch, e eles apontam para um grupo no Facebook que organizou o flood de comentários:

Embora seja desconhecido neste momento quem ou por que começou a trollagem, um link de uma reportagem aponta para este grupo no Facebook intitulado “Floodando o tio Mark“. O grupo conta atualmente com 1.153 membros e os instrui em português a participar de desafios, lembrando que “o que acontece no grupo, permanece no grupo”.

O link para o grupo agora leva a uma página “Este conteúdo está atualmente indisponível”. Mas ainda há alguns vestígios no Facebook, como este evento

Invasao em perfil de Mark Zuckerberg

… e este rapaz comentando em algumas notícias do UOL, dizendo que “nós vamos entrar pra história do Facebook”:

Invasao em perfil de Zuckerberg

Qualquer que seja o motivo, o flood acabou expondo um dos (diversos) problemas no Facebook: a seção de comentários pode sofrer abusos, especialmente em posts públicos, e não há como controlar isso. Agora é ver se o bloqueio de comentários será um recurso distribuído para páginas e usuários, ou se ficará apenas nas mãos de Zuck.
 
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar