Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COMO IMPEDIR QUE FACEBOOK USE SUA AGENDA DO CELULAR PARA VER CONTATOS DO WHATSAPP E VIBER

15/12/2014

WhatsApp e Facebook
 
 

Este ano, o Facebook adquiriu o WhatsApp por US$ 22 bilhões, e prometeu mantê-lo independente. Mesmo assim, alguns usuários migraram para concorrentes como Viber e Telegram, receosos de que a rede social iria estragar seu app de mensagens favorito.

Na verdade, alguns boatos recentes dizem que o Facebook estaria fazendo uma integração com o WhatsApp, sugerindo contatos do app para adicionar na rede social. Isso não é verdade: o Facebook não acessa seus contatos do WhatsApp… ele faz algo pior.

Se você autorizou o Facebook ou o Messenger a acessar sua agenda no celular – o que provavelmente aconteceu – a rede social poderá ver seus contatos do WhatsApp, Viber, Telegram e de outros serviços de mensagens que usem seu número de celular.
 

Por que isso acontece?

Para facilitar a sua vida, alguns serviços de mensagem não exigem que você crie um nome de usuário: não há senha, e seu login é seu número de celular. Por isso, todos os seus contatos do WhatsApp, Telegram, Viber e outros ficam guardados na sua agenda.

Mas se você deixar, o Facebook pode ver essa agenda. A rede social vai então procurar os perfis com os números de celular correspondentes, e sugeri-los para você os adicionar como amigos.

Você provavelmente liberou o acesso à sua agenda. Esta é uma opção que aparece quando você roda o Messenger pela primeira vez no smartphone, e a interface é feita precisamente para você dizer “sim”. Se você disser “não”, o app do Facebook vai insistir na pergunta:

Facebook - encontrar amigos no celular
 

E você provavelmente tem um número de celular associado à sua conta do Facebook: basta ir em facebook.com/settings?tab=mobile para checar. Para conseguir acesso à sua agenda, a rede social pergunta qual é o seu número, e insiste na pergunta se você não quiser responder:

Facebook - Messenger quer saber seu numero

Se você aceitar, qualquer pessoa pode digitar seu número de celular no campo de busca e encontrar seu perfil. Experimente colocar o número de um amigo seu: ao inserir o último dígito, o Facebook vai mostrar o perfil exato dele:

Facebook - encontrar pessoas pelo celular Facebook - encontrar pessoas pelo numero de celular

Isso também funciona para pessoas que não são seus amigos. Se você passou seu celular para alguém na balada, ou mesmo pela internet, essa pessoa pode encontrar seu perfil. Neste fórum, um usuário diz: “dá para encontrar o perfil de uma garota se você tiver o celular dela e ele estiver conectado à conta do Facebook… é ótimo para ver mais fotos de possíveis candidatas”.

Isso é bem assustador, e o pior é que você concordou com tudo isso. Nas configurações de privacidade, há a opção “Quem pode procurar por você usando o número de telefone fornecido?”. Infelizmente, a opção padrão é “Todos”, em vez de “Amigos”:
 

Facebook - privacidade padrao

Vale notar que ninguém conseguirá descobrir seu número de telefone no seu perfil. É no sentido inverso: se a pessoa tiver seu número, ela conseguirá encontrar seu perfil. Mas dado que números de celular fazem cada vez mais parte da nossa identidade – sendo a única opção de login no WhatsApp e Viber, por exemplo – isso é mais preocupante do que nunca.
 

Facebook não tem acesso direto a seus contatos do WhatsApp, mas…

A assessoria do Facebook diz ao Gizmodo Brasil que a rede social não tem acesso direto aos seus contatos do WhatsApp, Viber ou qualquer outro app. Esta é a declaração oficial da empresa (grifo nosso):

A lista “Pessoas que você talvez conheça” é elaborada de acordo com amigos em comum, informações de escolaridade ou trabalho, grupos dos quais você faz parte, entre outros fatores. Nós atualizamos constantemente o algoritmo do “Pessoas que você talvez conheça” para fazer com que ele seja mais relevante para as pessoas no Facebook.

Recentemente, fizemos algumas melhorias relacionadas ao “Pessoas que você talvez conheça” que, para alguns usuários, podem ter incluído pessoas que ainda não haviam sido apresentadas como sugestão de amizades. Nós não utilizamos informações de outros aplicativos para indicar amizades no “Pessoas que talvez você conheça”.

Então como são feitas as sugestões de amizade? A assessoria nos explicou que elas são baseadas nas suas interações dentro do Facebook: se você e outra pessoa confirmam presença nos mesmos eventos, fazem check-in nos mesmos lugares, participam de um mesmo grupo etc. Essas sugestões são feitas também com base em suas conexões – amigos em comum, por exemplo.

Segundo a assessoria, o Facebook não usa informações de outros apps, nem sabe quais apps de terceiros estão instalados no seu celular (ao contrário do Twitter).
 

Segundo a assessoria, o Facebook não usa informações de outros apps, nem sabe quais apps de terceiros estão instalados no seu celular (ao contrário do Twitter).

Mas, se você deixar que o Facebook acesse sua agenda do celular – o que é terrivelmente simples de se fazer! – você verá sugestões baseadas nos seus contatos. E esses contatos podem incluir gente com quem você fala pelo WhatsApp, Viber e outros.

Eu fiz o teste com a minha conta. Até hoje, nunca havia recebido sugestões de contatos baseadas na minha agenda do celular, porque nunca deixei o Facebook ter acesso a ela. Mas quando abri o Messenger, fui em Configurações e ativei a opção “Contatos sincronizados”, instantaneamente recebi sugestões de amizade diferentes no Facebook. A lista “Pessoas que você talvez conheça” passou a exibir pessoas que estavam na minha agenda… o que inclui meus contatos do WhatsApp.

A assessoria confirma ao Gizmodo Brasil que “os contatos do Messenger podem ser utilizados para sugestão” na lista Pessoas que você talvez conheça.

Como impedir isso

Felizmente, você pode – e deve – impedir que qualquer pessoa encontre seu perfil usando o número de celular:

vá até facebook.com/settings?tab=privacy e, na opção “Quem pode procurar por você usando o número de telefone fornecido?”, clique em “Todos” e selecione “Amigos”.

Facebook - privacidade do celular

se você quiser ser mais drástico, remova do seu perfil o número de celular: vá até facebook.com/settings?tab=mobile e, ao lado do seu número, clique em “Remover” e depois em “Remover telefone”.

Facebook - remover numero de celular

A exclusão não é imediata: outras pessoas ainda poderão encontrar seu perfil usando o número de celular, por isso é importante seguir o primeiro passo também.

O que acontece se seu perfil ficar sem um número de celular? Bem, você não receberá notificações via SMS (alguém precisa disso?) e, mais importante, você não poderá ativar a autenticação em dois passos: este recurso impede que outras pessoas acessem seu perfil ao exigir, além da senha, um código enviado ao seu celular. (Você pode adicionar seu número novamente, se quiser.)
 

E para não receber mais sugestões de amizade baseadas na sua agenda, faça o seguinte:

– no celular, abra o Messenger, toque na roda dentada e veja se a opção “Contatos sincronizados” está ativa. Se estiver, toque nela e depois em OK para desativar isso.

Facebook - contatos no Messenger

– no computador, vá em facebook.com/mobile/messenger/contacts; lá estão todos os números de celular sincronizados com a sua conta. Clique no botão “Excluir todos” e, na caixa que aparece, clique em “Excluir todos”.

Facebook - remover contatos importados

Você provavelmente terá que esperar algumas horas até que o Facebook apague de vez os números de celular armazenados em sua conta; quando isso acontecer, as recomendações de amigos baseadas em sua agenda vão sumir.

Aproveite também para remover as recomendações baseadas em seus contatos de e-mail: você provavelmente importou contatos do Gmail/Hotmail/Yahoo quando se cadastrou no Facebook, e a rede social guarda essas informações até hoje.

No computador, vá até facebook.com/invite_history.php; você provavelmente verá uma lista quilométrica de contatos do seu e-mail e celular. Na seção “Contatos importados”, clique em “Todos” e depois em “Excluir selecionados”.

Facebook - remover emails importados

(Mais) uma dor de cabeça

 

Nos últimos tempos, o Facebook parecia se preocupar mais com a questão da privacidade, oferecendo um tutorial para usuários inexperientes e permitindo login “anônimo” em sites e apps. No entanto, a rede social ainda gera preocupações quando se trata de guardar nossos dados.

Manter controle das opções de privacidade no Facebook não é tarefa fácil, e isso pode ter efeitos colaterais inesperados, envolvendo nossa vida em apps – WhatsApp, Viber, Telegram – que às vezes queremos manter bem longe dos nossos feeds. Isso acabou gerando confusão entre usuários:

O grupo Na Rua até criou um vídeo com a reação de pessoas ao saber que o Facebook “dedura” quem você adicionou no WhatsApp. Erica Pascoal é videomaker da equipe e diz ao Gizmodo Brasil:

Viajamos o Brasil inteiro e eu, como produzo, anoto o nome das pessoas no telefone. O WhatsApp automaticamente reconhece quem tem o aplicativo instalado. Começaram a aparecer sugestões de amizade de pessoas que entrevistamos há mais de um ano em Caruaru, por exemplo, gente que não tem vínculo nenhum, nenhum amigo em comum. Isso se repetiu por várias e várias vezes com a gente. Tendo essa teoria em mente fomos para a rua conversar com as pessoas…

Tudo isso é especialmente indesejável para o WhatsApp. Em fevereiro, Jan Koum – cofundador do WhatsApp – concedeu entrevista à Folha e disse que uma possível integração com o Facebook arruinaria o app:

Não temos planos de fazer nenhum tipo de integração… Integrações são destruidoras de valor nas aquisições. Eu já vi integração do Geocities, do Flickr, de Altavista, todas essas companhias tentaram se integraram e falharam, falharam e falharam. Tanto eu quanto Mark acreditamos que, quando você começa a integrar, é quando tudo quebra. Nosso objetivo é não ter integração.

Torcemos que o Facebook seja mais transparente quanto à integração com sua agenda de celular, e que facilite o processo de desfazer isso. Por enquanto, temos aí mais uma dor de cabeça causada pela rede social.
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar