Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOVERNO CORRE PARA FORMAR TÉCNICOS EM IPV6

28/11/2014

Parte do atraso na adoção de IPv6 no Brasil pode ser atribuído a demora do governo de adotar a nova versão do protocolo Internet. Um plano de emergência foi adotado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, do Ministério do Planejamento, para reduzir o gap governamental., revelou Daniel de Sousa Araújo, da SLTI, durante evento do NIC.br, realizado nesta quarta-feira, 26/11, em São Paulo.

Para acelerar a implantação do IPv6 no Govenro, o ministério do Planejamento definiu ações com menor e maior grau de dificuldade. Entre as mais fáceis, Araújo destacou as adequações de infraestrutura física, uma vez que a maioria dos equipamentos, há algum tempo, oferece suporte a IPv6, e adequações de infraestrutura lógica. Seriam, conforme explicou, mais ajustamentos de contratos com os provedores de acesso e serviços.

A parte mais difícil inclui o treinamento das equipes, os testes pilotos e ações que trouxessem segurança para os gestores. Para tanto, o Ministério, junto com o NIC.br, criou turmas de treinamentos e, até agora, já capacitou 98 servidores federais para IPv6.  No total, serão oito etapas, cada um com duração de seis meses, para fazer a transição dentro dos órgãos do governo. “Tudo que acessa via web de fora está na primeira etapa, ou seja, é mais adequação de fornecedor que rede interna”, detalhou Araújo.

O modelo de uso do IPv6 começou a ser ser desenhado em 2012, mas, somente em maio, o Ministério do Planejamento elaborou um levantamento de informações junto aos órgãos para diagnosticar a situação quanto a viabilidade e a preparação do uso do protocolo IPv6. Este levantamento teve a participação de 55 órgãos. “Os resultados mostraram que poucas instituições tinham experiência com a implantação deste protocolo. Poucos haviam feito testes pilotos e gestores tinham desconforto para implantar IPv6”, explicou. “A meta final é setembro de 2018, quando 100% do governo federal tem de ter IPv6 em tudo: redes internas, serviços para cidadãos", completou Araújo. A cobertura completa do evento do NIC.br sobre IPv6 você pode ver no Portal da Abranet.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar