Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POR US$ 1 BILHÃO, GOOGLE ASSUME CONTROLE DE ANTIGO HANGAR DA NASA FEITO PARA DIRIGÍVEIS

11/11/2014

Aeródromo Federal de Moffett
 
 

A Planetary Ventures LLC, uma empresa do Google, assinou um contrato bastante caro para assumir um campo de pouso no Vale do Silício. O arrendamento custará à gigante das buscas US$ 1,16 bilhão durante os próximos sessenta anos.

Trata-se do Aeródromo Federal de Moffett, onde os fundadores do Google vêm pousando seus jatos particulares há anos.

Em fevereiro, a NASA anunciou o acordo com o Google/Planetary Ventures, e agora o negócio está fechado. Os detalhes – incluindo o preço – foram revelados em um comunicado à imprensa. Charles Bolden, administrador da NASA, explica por que alugou o local:

Enquanto a NASA amplia sua presença no espaço, estamos dando passos para reduzir nossa presença aqui na Terra. Queremos investir recursos do contribuinte em descobertas científicas, desenvolvimento de tecnologias e exploração espacial – não em manter infraestrutura da qual não precisamos mais.

É isso mesmo: a NASA está ocupadíssima explorando o espaço – quem sabe criando um buraco de minhoca ou uma máquina do tempo – e não quer perder tempo cuidando de um antigo hangar para dirigíveis. A agência diz que vai economizar cerca de US$ 6,3 milhões por ano em custos de manutenção.

História

O Aeródromo Federal de Moffett foi construído em 1932 para abrigar o USS Macon, um dirigível da Marinha americana que servia como um porta-aviões voador. Em 1935, o USS Macon foi danificado em uma tempestade e caiu no litoral da Califórnia.

O aeródromo então se tornou um centro de treinamento para a Air Corps, antecessora das Forças Aéreas dos EUA. Ele também abrigou alguns dos primeiros jatos supersônicos, mas o barulho incomodou alguns residentes do Vale do Silício e os aviões se mudaram para outro lugar.

A NASA assumiu o controle do local em 1994, mas descobriu que a tinta do edifício havia se decomposto em substâncias tóxicas. O completo foi então desativado, e a Marinha removeu todas as estruturas laterais e interiores, deixando apenas o esqueleto do hangar.

Em 2012, executivos do Google pagaram US$ 33 milhões para restaurar o hangar. E agora, eles alugaram o aeródromo para… eles não dizem o motivo. O que uma empresa de internet faria com um campo de pouso – compraria mais jatos particulares, talvez?
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar