Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FACEBOOK, COM WHATSAPP, IMPÕE NOVO MODELO PARA VOIP

08/10/2014

 

Com o WhatsApp incorporado ao seu negócio, o Facebook vai entrar de cabeça no mercado de VoIP? Essa é a grande expectativa do setor de telecomunicações. Quando anunciou o negócio -inicialmente pelo custo de US$ 19 bilhões, mas que acabou saindo, esta semana, por US$21,8 bilhõe, em função da valorização das ações do Facebook - a rede social prometeu que o aplicativo de mensagens teria a função de permitir chamadas de voz sobre IP. Também sinalizou que tentaria ampliar acordos com operadoras virtuais (MVNOs).

Em abril, aconteceu o primeiro deles. O Facebook fechou um acerto nesse modelo com a operadora móvel alemã e-Plus, que permitiu à tele lançar como novo produto simcards Whatsapp pré-pagos, na prática fazendo do serviço de mensagens um operador móvel virtual dentro de sua rede.

Como destacaram as autoridades europeias quando da anuência do negócio, na semana passada, o Facebook ,agora, controla três aplicativos de mensagens muito bem sucedidos – o próprio Messenger da rede social, o Instagram e o Whatsapp, com seus 600 milhões de usuários.

A rede social chegou a anunciar que não pretende fazer do Whastapp uma plataforma de distribuição de conteúdo – como planeja para o Messenger. Por outro lado, também parece querer manter o serviço de mensagens como uma empresa autônoma. Para analistas, as experiências como com a e-Plus sinalizam que o Whatsapp vai seguir experimentações no relacionamento com operadoras móveis.

Em fevereiro, quando a compra surgiu durante o Mobile World Congress, em Barcelona, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, chegou a afirmar que a oferta de serviços de voz por empresas como a Viber, Twitter e Facebook, por meio do WhatsApp, exigiria uma reformação na legislação do setor no Brasil.

Pela LGT, as concessionárias não estão autorizadas a prestar o serviço VoIP, por conta das metas de qualidade impostas ao STFC. "A tecnologia andou e muito rápido. Precisamos repensar", disse. Para ser uma provedora de VoIP no Brasil, hoje, é necessário ter a licença SCM e não aconteceu como o esperado.

Boa parte das empresas que apostou em VoIP não estão mais em atividades. Aqui, os aplicativos como Vonage, Viber e o próprio Skype, da Microsoft, passaram a ser a opção por chamadas IP. Esses aplicativos, como OTTs isto é, sem rede própria, não se submetem ao crivo da regulamentação da Anatel.

 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar