Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ANÁLISE: LUMIA 930 É UM WINDOWS PHONE QUE UNE DESEMPENHO E ELEGÂNCIA

01/09/2014

 
 

Será difícil desvincular os Lumias da marca Nokia, mas aos poucos a Microsoft começa a tomar conta da linha, por mais que a traseira dos aparelhos ainda diga “Nokia”. É o caso do Lumia 930, o primeiro top de linha lançado depois da conclusão da fusão das duas gigantes e que forma um excelente Windows Phone, o melhor já lançado com uma tela em um tamanho que permita que o aparelho não seja classificado como “phablet”.

O aparelho chegou recentemente ao mercado brasileiro surpreendendo. Isso porque, como qualquer top de linha ele é caro, R$ 1,9 mil. No entanto, comparado com aparelhos como o Galaxy S5, o LG G3, Xperia Z2 e iPhone 5s, ele é o modelo mais barato da categoria, o que chama a atenção. E ele não deve em nada a outros smartphones de sua faixa de preço e até mesmo para outros mais caros.

Construção
O aparelho é sólido, melhor palavra para definir 930. A Nokia tem investido em celulares formados por um corpo único há alguns anos entre seus tops de linha, mas nenhum deles é tão elegante quando o seu novo modelo, com laterais metálicas, mas traseira em plástico (policarbonato), bastante agradável ao toque. Ele ganhou um aspecto meio “iPhone”, porém, bem retinho nos cantos, contra os tradicionais cantos arredondados da Apple.

Reprodução

Se você leu nosso review sobre o Xperia Z2 vai lembrar que apesar de elogiarmos o aparelho, criticamos um pouco sua ergonomia, principalmente com seus cantos retos que chegam a ser pontudos e incomodam. O Lumia 930 não tem pontas tão agudas assim, e o fato de ser um pouco mais “gordinho” também gera mais conforto na hora de segurar o celular. O material da traseira também ajuda no conforto.

Durante nossos testes, um pequeno detalhe chamou muito a atenção no aparelho. O Lumia 930 não depende da famigerada “chavinha” para abrir o espaço para o chip SIM, como já virou normal nos aparelhos de corpo único. É muito fácil abrir e fechar, e a plaquinha não fica se soltando no dia-a-dia, conforme testamos.

Infelizmente, porém, ele pode ser considerado um pouco mais pesado do que o padrão para aparelhos da sua categoria, mas não é algo que chegue a fazer diferença na experiência de uso, embora a diferença seja significativa. Outro ponto fraco é a ausência de um slot para cartão microSD, ligeiramente compensada por um armazenamento interno um pouco maior que o normal: 32 GB.

Tela
O 930, assim como seu irmão maior, o Lumia 1520, possui uma tela com resolução Full HD (1920x1080). A diferença é que a tela do 930 é muito menor, de 5 polegadas, gerando uma taxa muito superior de pixels por polegada. O resultado disso na experiência de uso é muito bom, com os blocos dinâmicos parecendo mais definidos do que nunca.

O destaque fica para o brilho, que causa uma sensação interessante ao ver todas as cores da tela inicial do Windows Phone ao mesmo tempo. O brilho é tão forte que é capaz de garantir boa visibilidade até em situações de extrema luminosidade como um dia muito ensolarado, o que é algo a se considerar.

Câmera

Reprodução
A Nokia/Microsoft não erra quando o assunto são câmeras, pelo menos nos seus tops de linha. Na verdade, nos últimos anos, a empresa tem especializado em lançar aparelhos que são uma câmera antes de serem um celular, como o Lumia 1020. Outros modelos, como o 1520, ainda precisavam de um pequeno volume extra traseiro para comportar a tecnologia.

Neste sentido, o 930 pegou o melhor dos dois mundos, seguindo a tradição de câmeras com a tecnologia PureView, da Nokia, mas sem o volume traseiro, indicando que a tecnologia usada pela empresa está amadurecendo. Em recursos, porém, nada que seja novo ou destacável em relação ao Lumia 1530, por exemplo. Também não há o zoom incrível existente no 1020, com seus 41 megapixels.

Desempenho
O aparelho também vem com configurações compatíveis com os principais e mais potentes concorrentes do mercado, com o Snapdragon 800 com quatro núcleos trabalhando em 2,2 GHz, 2 GB de memória RAM, mais do que suficiente para rodar com tranquilidade o Windows Phone e basicamente todos os aplicativos disponíveis na loja da Microsoft.

Vale observar que, até pouco tempo, a empresa tinha um controle muito rígido dos aparelhos que rodavam seu sistema operacional, resultando em pouca variação de hardware com no máximo 1 GB de RAM e um processador Snapdragon S4 dual-core já bastante defasado. Assim, a maioria dos apps disponíveis para WP foi otimizada para rodar em especificações muito inferiores, então você não deverá sofrer nenhum engasgo com o aparelho.

No entanto, foram observados alguns problemas incômodos neste sentido. Durante uma sessão leve de uso, basicamente usando apenas internet por Wi-Fi, o aparelho começou a esquentar inexplicavelmente, muito mais do que seria natural em uma situação do tipo. Talvez o corpo metálico tenha ajudado a propagar o calor, mas não existe realmente uma explicação plausível. Fica o aviso: o Lumia 930 esquenta.

Em relação a bateria, as notícias não são excelentes. O aparelho, infelizmente, não deu a mesma resposta positiva que outros modelos da linha Lumia, principalmente por concentrar muito poder de processamento em pouco espaço, que, como sabemos, significa também uma bateria menor. Com bastante uso, provavelmente ele deve chegar ao final do dia necessitando urgentemente de uma recarga, mas pelo menos durante o dia ele não deixar o usuário na mão, ao menos.

Conclusão
Na hora de falar sobre um smartphone da Nokia, vale sempre lembrar que ele vem com o Windows Phone que, infelizmente, ainda não é para todos os públicos. Embora o sistema em si seja estável, fácil de usar e seguro, o ecossistema ainda peca pela falta de opções, principalmente na disponibilidade de aplicativos.

É sempre necessário fazer esta ressalva. A Microsoft tem diminuído o atraso neste sentido em relação a iOS e Android, mas ainda há um caminho longo pela frente. Nem tanto pela quantidade de apps, mas pela qualidade. Um exemplo básico é o aplicativo do Facebook, que está muitíssimo atrasado em relação às plataformas rivais; há inúmeros outros exemplos, como o Instagram, ainda em beta, e o Twitter, também com inúmeros recursos a menos, para citar apenas os serviços mais populares.

Por isso, o WP não é para quem gosta de curtir todos os aplicativos da moda e os lançamentos da última semana. Quem não se importa com isso e só quer curtir um sistema operacional de qualidade, como é o produto da Microsoft, não deve se importar com a situação.

O Lumia 930 é a escolha ideal para quem quer o melhor desempenho em um Windows Phone mas não curte um aparelho muito grande. Ele conta com todas as especificações excelentes do 1520, mas em um formato bem menor, muito mais palatável pela maioria do público. No entanto, há quem não se importe ou até prefira os aparelhos grandes. Neste caso, é melhor ficar com o 1520 que, no entanto, é mais caro.

Nos nossos testes, o aparelho se saiu bem em quase todos os quesitos, com apenas alguns problemas de aquecimento e consumo de bateria acima do esperado, mas no geral, o Lumia 930 é um excelente aparelho que merece sua atenção.




Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar