Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CONTA NO TWITTER ALERTA SE GOVERNO EDITA WIKIPEDIA; SAIBA COMO ISSO É FEITO

20/08/2014

Diversas denúncias feitas recentemente indicam que computadores de órgãos de governo fizeram alterações na enciclopédia colaborativa Wikipedia: elogios a um ex-ministro e desqualificações a jornalistas no Brasil, além de críticas à investigação do caso Jean Charles no Reino Unido, por exemplo.

Diante desses alertas, surgiu no final de julho o perfil Brwikiedits, disponível no Twitter e no Facebook. Criado pelo desenvolvedor web Pedro Felipe Melo Menezes, 18, de Natal (RN), o serviço avisa sobre verbetes da Wikipedia editados por computadores do governo.

Para criar o "robô" que faz essa verificação de forma automática, Menezes utilizou o código aberto disponibilizado pelo perfil @congressedits no Twitter - a conta norte-americana monitora as edições realizadas a partir de computadores do Congresso local.

Entre as curiosidades que Menezes descobriu estão edições feitas nas redes da Petrobras e do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados): os verbetes de "Digimon" e da sexta temporada da série "NCIS", respectivamente. "Não convém com o propósito deles. No mínimo, é um péssimo exemplo de gasto de tempo e do dinheiro dos nossos impostos", afirmou Menezes. 

Como saber quem editou a Wikipedia?
  • Reprodução
    Histórico
    Todo verbete da Wikipedia apresenta, no canto superior direito, o link Ver Histórico. Lá, é possível visualizar quem editou uma página, quando e quais alterações foram feitas (versão atual e antiga). Foto: Reprodução
  • Reprodução
    Registro de usuários
    No histórico, é possível ver o autor das mudanças (com destaque em vermelho) de duas formas. A página pode mostrar o nome de usuário daquele editor, se ele tiver um cadastro na Wikipedia. Se ele não tiver uma conta, aparecerá o endereço IP (protocolo de internet): este número identifica uma máquina conectada à internet. Foto: Reprodução
  • Reprodução
    Origem do IP
    Não é fácil descobrir a origem do IP. Ao colocar no site Registro.br o IP aleatório de um editor da Wikipedia, por exemplo, o usuário chega só até o provedor do usuário (foto) - pode ser necessário um mandado judicial para associar um IP a uma máquina. Mas o Brwikiedits faz o caminho contrário: monitora IPs já coletados por Menezes, que pertencem a órgãos governamentais. Foto: Reprodução
  • Reprodução
    Como o ´robô´ sabe que IP é do governo?
    Menezes explica que todos os IPs por ele monitorados têm um ANS (número de sistema autônomo) em nome de um órgão do governo federal, de um ministério ou de uma estatal - caso do Palácio do Planalto, Ministério da Justiça e BNDES, entre muitos outros. Sites como o tcpiputils.com e myip.ms, por exemplo, mostram quem são esses ´´donos´´ dos IPs monitorados. Foto: Reprodução
  • Reprodução
    Atualizações do governo
    A Wikipedia tem um canal em tempo real, onde lista alterações anônimas (com registro do IP). ´´O Brwikiedits monitora esse canal e compara com a lista de IPs do governo que coletei. Quando alguma comparação obtém sucesso, ela é imediatamente enviada ao perfil no Twitter. É tudo automático´´, explicou Menezes. Foto: Reprodução
  • Reprodução
    Na prática
    A imagem ao lado mostra alterações feitas no verbete ´As Tartarugas Ninja (desenho de 1987)´. Uma busca nos sites tcpiputils.com e myip.ms indica o dono do IP: a Petrobras. O robô Brwikiedits tem uma lista de IPs ligados ao governo e identifica quando algum deles edita um verbete na Wikipedia. Em seguida, divulga a alteração de forma automática no Twitter e Facebook. Foto: Reprodução

Dá para confiar?

João Carlos Lopes Fernandes, professor do curso de Engenharia de Computação do Instituto Mauá de Tecnologia, afirma que é possível confiar no IP (protocolo de internet) registrado pela Wikipedia. "É possível mascarar o IP, mas isso geralmente é feito no caso de ataques", explicou.

Mas ele aponta que as informações da Wikipedia seriam mais confiáveis, caso a enciclopédia exigisse de todos os editores o preenchimento de um cadastro (se o usuário não fizer isso, o site registra apenas seu endereço IP).

Como essa exigência não acontece, diz Fernandes, fica mais fácil usar indevidamente uma rede para associá-la a determinados verbetes – no caso de brigas entre partidos políticos, por exemplo. 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar