Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CRIADORES DA SIRI ESTÃO DESENVOLVENDO VIV, UMA IA CAPAZ DE APRENDER

13/08/2014

Uma equipe de engenheiros de uma startup conhecida como Viv Labs (os quais são os criadores da Siri) está desenvolvendo uma IA (Inteligência Artificial) capaz de aprender. Diferentemente do que acontece com a assistente pessoal da Apple, por exemplo, que é capaz apenas de realizar tarefas para as quais foi programada, o novo “programa”, Viv, será capaz de aprender, de ensinar a si próprio.

Segundo o pessoal da Viv Labs, assim, a nova IA teria “capacidades quase ilimitadas“. Com o decorrer do tempo, a nova criação poderia utilizar preferências pessoais do usuário e uma rede de conexões quase infinita para responder a quase qualquer pergunta, para fazer quase qualquer coisa.

Trata-se de algo até mesmo um tanto quanto assustador. “Se a equipe obtiver sucesso, estamos olhando para o futuro dos agentes inteligentes e para uma indústria multibilionária“, diz Oren Etzioni, um especialista em inteligência artificial.

Os responsáveis pelo projeto o descrevem como algo realmente impressionante. Segundo eles, em algum dia será possível contar com uma Viv “embutida” na internet, “vivendo” em objetos do dia a dia interconectados. A IA será um utilitário, então. Algo também similar à eletricidade que usamos.

Viv - Viv Labs

Poderemos falar com ela (ou ele, sabe-se lá) através de algo por eles chamado de “cérebro global”, o qual fornecerá poder a uma miríade de aparelhos e aplicativos conectados. A equipe da Viv Labs quer criar algo mais complexo que a Siri, claro, capaz de realizar buscas com mais precisão e fornecer resultados mais satisfatórios, precisos e detalhados.

Questões mais complexas, como a citada por Dag Kittlaus (“Qual é a população da cidade onde nasceu Abraham Lincoln?“), um dos fundadores da empresa, representam algo bastante difícil para tais assistentes, atualmente. Tanto a Siri quanto o Google Now, por exemplo, podem possuir dados a respeito da “população” e também da “cidade”.

Realizar a conexão entre ambos dependendo da pergunta do usuário, interpretar os dados e fornecer uma resposta adequada, entretanto, é o “X” da questão, e é, acredita-se, algo do qual Viv será capaz.

Viv gera seu próprio código, on-the-fly, sem a necessidade de programadores. Ao receber questões complexas, a IA analisará a sentença e então gerará automática e rapidamente um programa que realizará a ligação com várias fontes de informações e formará, então, um pacote, com “tudo junto”.

Segundo os engenheiros da Viv Labs, trata-se de um sistema aberto, que também permitirá a incorporação de aplicações de terceiros. A IA supostamente superpoderosa conta com 3 pilares, definidos por seus criadores:

Será ensinada pelo mundo, irá saber mais do que lhe é ensinado e irá aprender algo todos os dias“.

Certamente, tudo isto parece algo oriundo de algum filme ou livro de ficção científica, sendo que também é mencionado que quanto mais for utilizada, mas inteligente Viv se tornará.

É claro que estamos aqui falando a respeito de algo que, por enquanto, é pouco mais que uma promessa. Se Viv se tornará ou não uma realidade, se será tão espetacular quanto dizem seus criadores, só o tempo poderá nos dizer.
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar