Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MÁQUINA É CAPAZ DE PREVER ATAQUES CARDÍACOS 4 HORAS ANTES DOS MÉDICOS

12/08/2014

Pesquisadores da Carnegie Mellon University, na Pensilvânia, conseguiram criar uma máquina que é capaz de prever ataques cardíacos em pacientes em estado crítico 4 horas antes dos médicos. A façanha foi atingida após os pesquisadores analisarem dados de 133.000 pacientes que estiveram em tratamento em 4 hospitais de Chicago, entre 2006 e 2011.

O elemento principal para que os pesquisadores chegassem a este resultado foi algo chamado “Code Blue”, ou “Código Azul”, uma espécie de código, ou chamado, que entre os médicos significa que um paciente está tendo uma parada cardíaca e/ou respiratória.

Durante a pesquisa acima mencionada, os médicos declararam “Código Azul” 815 vezes, e o algoritmo-máquina dos pesquisadores da Pensilvânia, através da análise de 72 parâmetros do histórico médico dos pacientes, foi capaz de prever, algumas vezes com 4 horas de antecedência, se um paciente sofreria algum problema grave.

hearthDiversos fatores entram nesta análise, como por exemplo nível de glicose no sangue, idade e contagem de plaquetas. A “máquina detectora de paradas cardíacas” obteve sucesso em dois terços dos casos, enquanto o sistema usado pelos médicos, baseado em uma espécie de planilha, detectou apenas 30% dos eventos.

Tivemos que entender o que acontece em pacientes em Código Azul antes que eles entrassem em Código Azul“, disse um dos pesquisadores.

Existem alguns problemas com o sistema, entretanto. Hospitais que não coletam dados com o mesmo nível de detalhes dos locais onde foram realizados os testes podem dificultar as coisas, e o algoritmo ainda precisa ser bastante refinado, pois em 20% dos casos ocorrem falso positivos.

Mas a equipe que criou o sistema está buscando treiná-lo com dados de outros hospitais, vale lembrar. Mais dados, mais situações diferentes, uma “máquina” capaz de acertar cada vez mais e, assim, salvar mais vidas: bacana, não?
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar