Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TELEFÔNICA/GVT: ´CONSOLIDAÇÃO NÃO É BOA PARA CONSUMIDOR´, DIZ PAULO BERNARDO

06/08/2014

 

Ao participar da ABTA 2014, nesta terça-feira, 05/08, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, admitiu que soube da proposta de compra da Telefônica - que ofereceu R$ 20,1 bilhões para assumir o controle da GVT à francesa Vivendi - na noite desta segunda-feira, 04/08.

Cauteloso ao falar sobre a negociação, o ministro das Comunicações observou que para o consumidor final brasileiro a concentração de provedores, caso ela ocorra, não trará resultados positivos. Isso porque, para o ministro das Comunicações, quanto maior o número de competidores, melhor para o usuário.

“Sempre é bom ter mais concorrência. É uma vantagem ter mais gente oferecendo o serviço, pois concorrência sempre é bom”, destacou o ministro. Segundo ele, se concretizada a compra - o prazo dado pela Telefônica à Vivendi encerra no dia 03 de setembro - a transação terá de obter a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Reticente sobre o efeito positivo da fusão Telefônica/GVT, Paulo Bernardo garantiu, porém, “o governo não vai tomar nenhuma iniciativa para promover a consolidação do mercado".  E evitou dar uma opinião formal de Governo sobre a transação.

 
 
Fonte: Convergencia digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar