Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EMPRESAS USAM POUCO O BIG DATA NO COMBATE ÀS FRAUDES

29/07/2014

 

Apenas 5% dos entrevistados de um estudo global da Ernest&Young sobre big data assumiram já ter feito uso de algum recurso de big data integrado ao FDA (Forensic Data Analytics) como forma de combate às fraudes no mundo empresarial. No mundo, esse número é ainda menor - 2%.

O levantamento - que ouviu profissionais de alta gerência de 466 empresas, de diferentes porte e segmentos econômicos, em 11 países, 40 deles no Brasil - aponta ainda que do total de entrevistados, 72% (75% no Brasil) acreditam que as ferramentas de Big Data podem desempenhar um papel fundamental na prevenção e detecção de fraudes. Mas apenas 7% dos entrevistados conhecem aplicações específicas de Big Data para esta funcionalidade.

A pesquisa mostra ainda que o volume de dados analisado hoje é relativamente pequeno: 42% das empresas com faturamento entre 100 milhões e 1 bilhão de dólares, estão trabalhando com conjuntos de dados com menos de 10 mil registros. Entre as empresas com faturamento acima de 1 bilhão de dolares, 71% estão trabalhando com conjuntos de um milhão de registros ou menos.

O estudo destaca também que os volumes de dados gerados e coletados por essas empresas são muito maiores do que os avaliados efetivamente. O maior desafio dessas corporações, pondera ainda o levantamento da Ernest&Young, é ter acesso às ferramentas adequadas e ao conhecimento necessário para uso delas. Os dados sobre big data fazem parte da pesquisa "Big risks require big data thinking - Global Forensic Data Analytics Survey 2014", da Ernest & Young.

 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar