Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TEMPESTADE SOLAR QUE CAUSARIA R$ 4 TRILHÕES EM DANOS QUASE ATINGIU A TERRA EM 2012

28/07/2014

Quem estava acompanhando as notícias em 2012 deve ter ouvido falar de uma tempestade solar deveria atingir a Terra em julho daquele ano. Isso acabou não acontecendo, o que foi ótimo para nós, de acordo com um estudo divulgado nesta semana pela NASA, a agência espacial dos EUA. Na verdade, se as erupções solares tivessem acontecido 1 semana antes, elas teriam passado pela órbita de Terra – e os danos seriam de uma enorme escala.

Ao invés de atingir a Terra, a tempestade de 2012 acabou passando pela espaçonave Stereo-A, que possuía uma boa quantidade de equipamentos para medir os parâmetros de um evento do tipo. Com a enorme quantidade de dados capturada, eles concluíram que, caso atingisse a Terra, a tempestade teria causado danos de cerca de R$ 4 trilhões, que levariam anos para serem reparados.

Entre os efeitos que poderiam ser observados estão blackouts na rede elétrica, e aparelhos como rádios e GPS queimando. Segundo o estudo, até o suprimento de água poderia sofrer, já que boa parte deste depende de bombas elétricas.

 

As tempestades geomagnéticas – como também podem ser chamadas – são causadas por fortes erupções na superfície do Sol, que resultam no lançamento de partes maciças da coroa solar. O mais importante de saber nessa situação é que essas explosões liberam energia que chega até aqui na Terra, causando uma tempestade eletromagnética. Com isso, boa parte dos aparelhos elétricos da região onde está acontecendo o fenômeno correm o risco de queimar, por sobrecarga nos circuitos elétricos.


Imagem ilustra auroras causadas pela tempestade de 1859, que podiam ser vistas desde a Europa até o Caribe

Tempestades desse tipo até são comuns, mas aquela de julho de 2012 era muito mais poderosa – desde 1859 não havia registro uma atividade solar tão intensa. Naquela ocasião, no entanto, não havia nem de perto tantos dispositivos eletrônicos quanto tempos hoje. Mesmo assim, foi suficiente para acabar com as comunicações via telégrafo da Europa e da América do Norte. Via Phys.org, Engadget e Galileu.
 
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar