Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ANOS DEPOIS, GOOGLE PROMETE CONSERTAR BUG CONHECIDO DO CHROME

21/07/2014

Por anos, o Chrome vem consumindo mais energia que qualquer outro navegador no mercado. É um bug que já foi reportado para o Google, mas só agora a empresa promete resolvê-lo de uma vez por todas.

O problema é que o Chrome para Windows exige mais do que deveria do processador do sistema quando o usuário não está usando.Em circunstâncias normais, o processador é ativado 64 vezes por segundo para identificar se há atividade no sistema. O Chrome ativa o processador 1000 vezes neste mesmo período, sem necessidade.

Esta falha pode gerar um consumo de energia 25% maior do que outros navegadores, mesmo quando o Chrome está minimizado e sem uso. O bug reduz a duração da carga de bateria em notebooks e dispositivos móveis que usem esta versão do navegador.

A falha foi reportada inicialmente para os desenvolvedores em 2010 e pelo menos um destes relatórios data de 2012. O problema, contudo, não chamou a atenção do Google até ser trazido à tona pela revista Forbes na semana passada. Somente então, a empresa se comprometeu a corrigi-lo.

Em declaração para a PCWorld, o Google afirmou que o bug ganhou prioridade máxima em seu time de desenvolvimento interno. Por enquanto, não há previsão de quando a falha de quatro anos atrás finalmente será corrigida.
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar