Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOOGLE CRIA EQUIPE PARA ACHAR FALHAS NOS SOFTWARES DOS OUTROS

16/07/2014

O Google lançou nesta terça-feira, 15, um novo projeto chamado Project Zero, que reunirá especialistas dedicados a achar bugs e vulnerabilidades no software e serviços de outras empresas. O novo time é inspirado no trabalho de empregados da companhia que descobriram e ajudaram a solucionar a falha Heartbleed no início do ano, mas fora de seu horário de trabalho.

A equipe será liderada pelo veterano Chris Evans, que costumava tocar a área de segurança do Chrome. Outros especialistas reconhecidos como Bem Hawkes, Tavis Ormandy e Brit Ian também se unirão ao time, depois de descobrirem falhas graves em softwares da Microsoft, da Apple e da Adobe, por exemplo. O hacker George Hotz, conhecido pelo apelido GeoHot, com histórico de criação de jailbreak para iOS e um app capaz de fazer root em quase todos os Androids, é o primeiro “estagiário”.

O objetivo é melhorar a segurança dos usuários da internet, mas principalmente pensando nos clientes do próprio Google. Uma vulnerabilidade no Flash, por exemplo, está fora do controle da empresa, mas pode facilmente afetar seus usuários, abrindo espaço para espionagem e roubo de dados e informações bancárias.

A empresa promete utilizar a rota mais ética para lidar com os problemas encontrados por esta equipe. Os bugs serão relatados diretamente para os responsáveis e será dado o devido tempo para que as falhas sejam corrigidas. Depois que isso acontecer, a falha será publicada para conhecimento de todos.

O hábito de oferecer recompensas por vulnerabilidades descobertas é comum em grandes empresas, e o próprio “estagiário” GeoHot já ganhou US$ 150 mil do Google neste ano por achar uma falha no Chrome. No entanto, é incomum pagar para encontrar falhas dos outros. Além disso, para os hackers, a vantagem é ter alguma estabilidade, já que não é sempre que estes eventos acontecem, e falhas graves não surgem todo dia.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar