Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

YAHOO ESTÁ DESENVOLVENDO UM ALGORITMO QUE ENCONTRA A ROTA MAIS BONITA

10/07/2014

rotabela
 

Algumas vezes você quer ir de A para B o mais rápido possível – mas e se você quiser aproveitar a sua jornada? Bem, o Yahoo vem trabalhando em um algoritmo que pode mostrar a rota mais bonita possível, para aqueles dias em que você tem tempo para observar a paisagem.

Em um artigo publicado no arXiv, Daniele Quercia, do Yahoo Labs, explicou como o novo algoritmo consegue otimizar direções de acordo com a beleza. “O objetivo do trabalho é sugerir automaticamente rotas que não apenas são curtas, mas também emocionalmente prazerosas”, ele explicou.

Como funciona? Bem, primeiro a equipe de Quercia criou um banco de dados de imagens do Google Street View e do Geograph, mostrando o centro de Londres. Então, eles usaram opinião do público para saber quão bonitas eram aquelas partes da cidade a partir do UrbanGems.org: usuários viam duas imagens e escolhiam qual delas era a mais bonita.

Com esses dados em mãos, a equipe criou mapas de calor, mostrando como a beleza de Londres varia de acordo com a localização geográfica. A partir daí, foi bem fácil criar um algoritmo capaz de detectar a rota mais atraente em vez da mais rápida: ele busca entre as rotas possíveis normalmente sugeridas, mas também adiciona a beleza a cada uma delas para selecionar a com pontuação mais alta.

Os resultados tendem a ser 12% mais longos do que a rota mais rápida. Em um teste um pouco menos científico, Quercia pediu que 30 londrinos seguissem os caminhos sugeridos, e eles concordaram que de fato a rota indicada era mais bonita do que a mais curta.

A equipe foi um passo além, e desenvolveu um sistema automático de análise de beleza em vez de usar crowdsourcing para isso. Então eles pegaram cinco milhões de imagens do Flickr, capturadas nos mesmos lugares das imagens usadas por eles, e checaram as tags para entender o que contava como “belo”.

Eles aplicaram isso a imagens capturadas em Boston, nos EUA, criando um novo mapa de calor de beleza na cidade. Então, começaram a buscar rotas bonitas pela cidade, e fizeram com que mais 54 voluntários testassem. Novamente, um teste pouco científico, mas os participantes concordaram que as rodas eram mais bonitas do que as mais curtas.

Claro, algumas coisas ainda precisam ser acertadas. Em primeiro lugar, beleza é subjetiva, e a forma como os algoritmos foram testados não foi particularmente rigorosa. Mais do que isso, a beleza pode varior de acordo com o dia ou a hora, alguns lugares são belissimos no pôr-do-sol, mas nem tanto ao meio dia. Mas esses pequenos problemas de lado, é uma ótima ideia – e uma que Quercia quer transformar em um app. Prepare-se para deixar suas viagens um pouco mais bonitas. 
 
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar