Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APPLE: IOS 8 MANTÉM DESIGN E ESTREIA CENTRAL DE SAÚDE PARA USUÁRIO

09/06/2014

A Apple apresentou nesta segunda-feira (2) o sistema operacional móvel iOS 8 durante o WWDC 2014, evento de desenvolvedores da Apple realizado em San Francisco (Califórnia). A plataforma usada em iPhones e iPads mantém muito de sua versão anterior e traz principalmente ajustes, mas não novidades. A maior delas é uma espécie de "central de saúde" para o usuário, chamada Health. Confira, minuto a minuto, como foi a apresentação da empresa norte-americana.

A nova versão do sistema operacional vai ser disponibilizada gratuitamente entre setembro e novembro desse ano – a companhia não especificou a data. Segundo a Apple, os aparelhos compatíveis com o iOS 8 são: iPhone 4S, iPhone 5, iPhone 5c, iPhone 5s, iPod touch (5ª geração), iPad 2, iPad com tela Retina, iPad Air, iPad mini e iPad mini com tela Retina.

O foco da apresentação foi o conceito de continuidade, possibilitado pela integração entre diferentes máquinas da Apple. A ideia é que o usuário do Mac consiga ver na tela do iPhone (em um sistema de espelhamento) o conteúdo exibido no computador - e vice-versa. "É algo que só a Apple pode fazer", disse o diretor-executivo Tim Cook ao final da apresentação.

O aplicativo Health, basicamente, coleta informações de alimentação, batimento cardíaco, atividade física de outros sistemas que medem o desempenho dos usuários e cria gráficos interativos. Caso o usuário use algum gadget ligado a um programa que mede a qualidade do sono, a informação também será mostrada na nova solução da Apple.

Por enquanto, a companhia só cita os aplicativos Nike+ e o Mayo Clinic como integrados ao Health. Com o lançamento do HealthKit, uma ferramenta para desenvolvedores que permite integrar dados de gadgets à "central de saúde", a Apple espera que outras companhias transmitam dados para o Health.

Ter uma central de saúde no smartphone não é exatamente uma novidade. A Samsung tem uma aplicação chamada S Health, que reúne informações de saúde do dono do celular inteligente. As informações podem ser contabilizadas pelo app (como a contagem de passos), manualmente ou via sincronização de gadgets monitores de pressão com o telefone. 
 

Mesmo design, novos recursos
O sistema operacional para portáteis manterá o mesmo design do iOS 7 - que foi apresentado, há exatamente um ano, como a maior transformação da plataforma desde seu lançamento. As principais novidades são basicamente ajustes, como levar à ferramenta de mensagens funcionalidades parecidas com a do popular WhatsApp. Os usuários do iOS 8 poderão, por exemplo, criar grupos de conversa, enviar mensagens de voz, compartilhar imagens e enviar mensagens em vídeo.

A área de notificações, além de mostrar interações de outros aplicativos, possibilitará que o usuário responda imediatamente a ela. No caso de uma mensagem, um usuário visualizará um ícone para respondê-la assim que chegar. Nessa mesma área, a Apple possibilitará a inclusão de widgets (aplicativos que mostram dados em tempo real).

Divulgação
iOS 8: Apple mantém design, adiciona "central de saúde" e melhor app de mensagens

O novo teclado do iOS 8, chamado QuickType, passará a exibir sugestão de palavras conforme o contato. Se reconhecer, por exemplo, que se está falando com algum companheiro de trabalho, ele sugerirá palavras mais formais.

Por fim, o Family Share permite que todos os usuários do grupo visualizem a localização de seus integrantes. Na apresentação, foi dado como exemplo saber onde o filho está - no site oficial, a Apple afirma que a ferramenta facilita os encontros no parque ou saber se "o pai está a caminho".

Além disso, a configuração desse recurso impede o download de aplicativos pagos por filhos. Toda vez que alguém quiser comprar, os pais receberão uma notificação permitindo ou não a operação. No início deste ano, a companhia ofereceu reembolso de compras feitas por crianças na loja de aplicativos. Na ocasião, a empresa prometeu tornar mais difícil a tarefa de aquisição de programas e itens na App Store.

Loja de aplicativos reformulada

A loja de aplicativos da Apple vai sofrer alterações a partir de setembro. Com mais de 300 milhões de visitantes, a companhia adicionará um aba chamada "explore" que mostrará sugestões de programas ao dono do aparelho. Além disso, a companhia criou os "app bundles" (ou pacote de aplicativos). Com eles, será possível comprar múltiplos apps a um preço promocional.

Mac OS X Yosemite

A Apple também apresentou uma nova versão do sistema operacional Mac OS, chamada Yosemite. O programa, disponível apenas para computadores da marca, ganhou melhorias na interface gráfica e novos recursos. De acordo com a empresa, ele será liberado gratuitamente para o público durante o outono (entre setembro e novembro) no hemisfério Norte.

A interface do sistema ganhou translucidez nas janelas (todas são transparentes) e ícones de aplicativos redesenhados. A aplicação Spotlight, feita para ajudar na busca de aplicativos, também permitirá procurar documentos, informações de contatos, dados da Wikipedia e até fazer conversões de medida.

O aplicativo de e-mail permitirá enviar arquivos anexos por meio do serviço da nuvem da Apple (o usuário pode usar ao todo até 5 GB).  O navegador Safari foi repaginado e ganhou design minimalista. Segundo a companhia, o browser tem um novo plugin que permite assistir ao sistema de streaming Netflix gastando menos bateria e sem a necessidade de instalar programas adicionais.

O sistema Yosemite será integrado ao iOS. Dessa forma, será possível, por exemplo, fazer chamadas de telefone pelo computador ou mesmo responder mensagens SMS enviadas para o smartphone. Para isso, segundo a companhia, o telefone e o computador com o novo Mac devem estar próximos.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar