Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TIM COOK E MARK ZUCKERBERG SE UNEM CONTRA A NSA

06/06/2014

Os gigantes da tecnologia se uniram para protestar contra o sistema de vigilância da NSA e assinaram uma carta aberta ao Senado americano cobrando um posicionamento.

O documento foi assinado por Tim Cook e Mark Zuckerberg, além dos CEOs de outras empresas como Google, Yahoo, Twitter, Microsoft, Dropbox, AOL e LinkedIn.

O texto exige medidas duras para controlar o esquema de monitoramento da NSA e foi direcionado especificamente para o comitê responsável para analisar a questão no Congresso dos Estados Unidos.

A íntegra da carta aberta está disponível online e traduzida abaixo:

Prezados Membros do Senado:

Já faz um ano desde as primeiras manchetes que revelaram a extensão da vigilância do governo na Internet.

Nós entendemos que governos tem o dever de proteger seus cidadãos. Mas a balança em muitos países pendeu longe demais em favor do Estado e contra os direitos individuais. Isto enfraquece as liberdades que nós tanto estimamos, e isto tem que mudar.

Ao longo do último ano muitas de nossas empresas tomaram importantes passos, incluindo o fortalecimento da segurança de nossos serviços e tomando ações que favoreçam a transparência. Mas o governo necessita fazer mais.

Nas semanas recentes, o Senado teve a oportunidade de demonstrar liderança e aprovar uma versão do USA Freedom Act que poderia ajudar a restaurar a confiança dos usuários da Internet aqui e ao redor do mundo, enquanto mantém nossos cidadãos seguros.

Infelizmente, a versão que foi recém-aprovada na Casa dos Representantes poderia permitir a coleta em larga escala de metadados da Internet (por exemplo, para quem você envia e-mails e quem envia e-mails para você), algo que a Administração e o Congresso afirmaram ter a intenção de acabar. Mais além, o projeto de lei permite alguma transparência, é crítico para nossos usuários que a lei permita que as empresas ofereçam detalhes ainda maiores a respeito do número e do tipo de requisição do governo que elas recebem para informação sobre o usuário.

É no melhor interesse dos Estados Unidos que essas questões sejam resolvidas. A confiança na Internet, tanto dentro dos Estados Unidos quanto internacionalmente, foi seriamente machucada ao longo do último ano. É hora de agir. Enquanto o Senado assume esta importante legislação, nós clamamos que você assegure que os esforços de vigilância americana sejam claramente restritos pela lei, proporcionais aos riscos, transparentes e sujeitos a auditorias independentes.

Assinado,

  • Tim Armstrong, AOL
  • Tim Cook, Apple
  • Drew Houston, Dropbox
  • Mark Zuckerberg, Facebook
  • Larry Page, Google

Jeff Weiner, LinkedIn

 
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar