Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

USUÁRIOS DE PHABLETS SÃO MAIS ATIVOS NAS REDES SOCIAIS, MOSTRA ESTUDO

26/05/2014

Um estudo reveou que usuários que possuem aparelhos que mesclam características de tablets e smartphones são mais ativos nas redes sociais e interagem mais com anúncios. O estudo foi feito pela Opera Mediaworks e divulgado esta semana. Veja completo aqui.

O estudo mostrou que dispositivos que possuem com 5 ou 7 polegadas de tela, conhecidos como phablets, acessam tipos de mídia de forma semelhante aos usuários de smartphones ��" e diferente dos usuários de tablets. Entretanto, o seu comportamento é suficientemente diferente para lhes dar perfil próprio.

O pessoal que usa phablets representa 53,8% das visualizações. Este número é muito maior que a média global do primeiro trimestre de todos os dispositivos móveis (27,2%). Ao contrário dos usuários de smartphones, que acessam conteúdos referente a Esportes, Notícias e Informações, o consumo dessas categorias por usuários de phablets é bem pequeno.

Apesar do tamanho maior da tela, os phablets não substituem os tablets, que são mais usados para acessar assuntos ligados a Jogos, Música, Vídeo e Mídia.
Para a realização do estudo, foram utilizados dados da plataforma de anúncios para dispositivos móveis do Opera Mediaworks, que possui 64 bilhões de acessos por mês e alcança 500 milhões de usuários por meio de 14 mil sites e aplicativos mobile.

Todos os 13 dispositivos móveis tinham telas com medidas diagonais entre cinco e sete polegadas, como as diversas versões do Samsung Galaxy Note, LG Optimus Pro e do Sony Xperia Z.

A Opera Mediaworks também analisou os níveis de volume (impressões obtidas em anúncios) e interação (taxa de cliques) do tráfego nos Estados Unidos em um período de 24 horas. Seguem algumas das observações:

O volume de tráfego dos phablets é maior pela manhã (das 9 às 12 horas), mas a receptividade aos anúncios é muito baixa. Esta movimentação tem um declínio no restante do dia, mas a interação aumenta significativamente, com um pico à noite (das 20 às 22 horas).

Como esperado, o uso dos tablets é maior no período noturno, pois os usuários não estão no trabalho e sim “relaxados” em casa. No entanto, o nível de interação com os anúncios neste momento não corresponde ao dos phablets.

O estudo serve para que empresas de conteúdo adaptem suas estratégias e revela que a tendência de dispositivos com telas cada vez maiores segue em alta.
 
 
 
Fonte: Ne10

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar