Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FOI POR CAUSA DE PREJUÍZOS COMO ESTE QUE A NOKIA VENDEU A DIVISÃO DE CELULARES

30/04/2014

lumia
 

A Nokia divulgou os resultados financeiros do primeiro trimestre, e mais uma vez, ela teria tido lucro se não fosse a bendita divisão de celulares. De janeiro a março, o prejuízo foi de US$ 305 milhões.

Até a última sexta-feira, a Nokia era uma empresa dividida em duas. Ainda há a parte de mapas, redes móveis e patentes, que rendeu US$ 147 milhões em lucro líquido; e havia a parte tradicional de celulares e smartphones, transferida para a Microsoft, que sofreu um prejuízo de US$ 452 milhões no trimestre.

A situação dos Ashas e Lumias não está muito boa. No primeiro trimestre, a receita de vendas despencou 30% em relação ao mesmo período do ano passado. A empresa não revela quantos Lumias vendeu, mas foram entre 5,6 milhões e 8,2 milhões*. Por sua vez, a venda de celulares simples e Ashas foi menor que no mesmo período de 2013.

Enquanto isso, a “nova Nokia” é uma empresa lucrativa. Como explicamos antes, ela ficará encarregada de instalar redes 4G pelo mundo, além de licenciar o Here Maps e seu enorme portfólio de patentes. No ano passado, essas atividades trouxeram US$ 56 milhões em lucro líquido. (No mesmo período, a divisão de Dispositivos e Serviços teve um prejuízo superior a US$ 1 bilhão.)

A empresa será comandada por Rajeev Suri, que trabalha na empresa desde 1995 e atuava na divisão NSN, responsável por instalar redes de celular. Agora que esta será a atividade principal, ela deve usar o nome Nokia daqui em diante.

Mas e os celulares, como ficam? Stephen Elop deixou claro em uma seção de perguntas e respostas que dumbphones serão “Nokia” por muitos anos, mas futuros smartphones Lumia não usarão mais esta marca. Também não será usada a marca “Microsoft Mobile”; eles ainda precisam escolher uma:

[Microsoft Mobile] não é uma marca que será vista pelos consumidores. A marca Nokia está disponível para a Microsoft usar em celulares por um período de tempo, mas em breve ela não estará presente nos smartphones. Estão em curso os trabalhos para selecionar a marca de smartphones que usaremos daqui para a frente.

Assim como Steve Ballmer havia prometido, Elop diz que a Microsoft não usará nomes esdrúxulos como “Lumia 1020 com Windows Phone na rede AT&T LTE”, como a empresa adora(va) fazer.

E Elop reforçou o que havia dito antes: a linha Nokia X com Android continuará firme e forte; mas o foco, é claro, estará nos Windows Phones.

A partir do próximo trimestre, o desempenho dos Lumias e Ashas será divulgado pela Microsoft. Enquanto isso, a nova Nokia zarpará para caminhos melhores.
 
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar