Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MÉDICO DIZ QUE GOOGLE GLASS AJUDOU A SALVAR A VIDA DE UM HOMEM

09/04/2014

O Google Glass pode ser usado para verificar e-mails ou procurar informações enquanto você está andando, correndo e fazendo outras atividades. Ele também pode, aparentemente, ser usado para salvar vidas.

O Boston Globe relata que o Dr. Steven Horng, trabalhando no Beth Israel Deaconess Medical Center, em Boston, estava usando o Glass no ano passado enquanto trabalhava em um homem cujo cérebro estava sangrando. Dr. Horng sabia que o paciente era alérgico a determinados medicamentos que podiam interromper o sangramento, mas não sabia quais. Sem tempo para deixar o paciente e fazer ligações ou pesquisas, Horng diz que puxou os registros médicos do homem no dispositivo wearable do Google, encontrou a informação relevante e estabilizou sua condição.

A história vem depois do Google lançar nesta semana uma iniciativa para mostrar as capacidades do Glass quando usado no ambiente de trabalho. Como parte da nova iniciativa, o Google espera atrair os desenvolvedores para criar softwares compatíveis com o Glass para outras empresas, e oferecer suporte técnico para os clientes empresariais.

Glass pode ajudar médicos

Glass pode ajudar médicos

Para apoiar suas reivindicações, o Google vem entregando o óculos para uma ampla gama de organizações: além de hospitais e centros médicos, trabalhadores de petróleo e equipes de esportes já usaram o dispositivo.

Falando com o The Boston Globe, Dr. Horng disse que o Glass significava que ele poderia passar mais tempo com os pacientes e reduzir sua agenda corrida. “Ao invés de ter que me desculpar, isso significa que eu posso acessar rapidamente informações sem ter que interromper o paciente, perder contato ou até mesmo sair da sala”.

Suas experiências resultaram na decisão do hospital Beth Israel Deaconess Medical Center de expandir seu uso do dispositivo. Médicos de unidades de pronto socorro que trabalham no centro vão usar o Glass durante seus turnos e terão acesso a códigos QR afixados nas portas dos quartos dos pacientes para ver seus registros.
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar