Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CAI O USO DO TELEFONE FIXO NO BRASIL E AUMENTA O ACESSO À INTERNET

17/03/2014

Mais de 70% da população brasileira contrata separadamente cada um dos serviços de telecomunicação (telefonia fixa, celular, internet, TV por assinatura). Apenas 19,7% pagam esses serviços por pacotes combinados, revelou pesquisa hoje divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão ligado à Presidência da República.

O estudo mostrou também que 45,6% dos domicílios pesquisados não contam com o telefone fixo, o que confirma a tendência não só brasileira mas também mundial de queda no uso desse serviço. Desse total, a maior parte disse não ter necessidade ou interesse pelo telefone fixo porque fez a substituição pelo celular. Um quarto deles, porém, disse não ter condições de pagar pelo serviço de telefonia fixa.

De cada dez lares, praticamente em um não há utilização de nenhum dos serviços de telecomunicações. O estudo afirma que, provavelmente, são domicílios situados na zona rural ou na periferia de grandes cidades.

Já o uso de internet chegou a 40,8% dos domicílios brasileiros. O acesso é maior no Sudeste, com 51,5%, seguido por Sul (42,9%), Centro-Oeste (40,7%), Nordeste (29,2%) e Norte (20,7%).

Proporção

Proporção dos domicílios que usam telefonia móvel (Divulgação/Ipea).

Para João Maria de Oliveira, autor do estudo, existe uma expectativa de crescimento da oferta de pacotes com a autorização para que operadoras de telefonia passem a ofertar TV por assinatura também. Em 2011, segundo Oliveira, a Net/Embratel dominava 55% do mercado de TV por assinatura, porcentual que caiu para 42% no ano passado. “A convergência de serviços no Brasil ainda não é efetiva”, explica. O que impede essa expansão, segundo ele, é a baixa área de cobertura da TV paga e, em menor escala, da internet.

A pesquisa revelou que a presença da telefonia fixa e da banda larga é determinante para a oferta dos pacotes – esses serviços estão presentes juntos em 76,4% dos combos. O tipo de pacote mais contratado é o que contém o serviços de telefonia fixa e banda larga.

Tipo

Tipo de acesso de internet de acordo com regiões (Foto: Divulgação/Ipea).

Insatisfação

O serviço com o pior desempenho, segundo o IPEA, é de celulares, com 65,5% de avaliação positiva, contra 69,8% da internet, 72,9% da telefonia fixa e 87,2% da TV paga. O pesquisador disse que não há contradição com esse número quando se contrapõe o fato de que as empresas de telefonia móvel são as campeãs de reclamações em instituições de defesa do consumidor.

Segundo ele, o fato é que em 82% dos domicílios pelo menos uma pessoa usa o serviço pré-pago de telefonia móvel. “O grosso da população acha que é bom porque só faz ligações pré-pagas e nesse caso o serviço funciona. Não há, por exemplo, reclamações referente a cobranças indevidas, umas das queixas mais comuns”, explica.

A pesquisa “Sistema de Indicadores de Percepção Social: serviços de telecomunicação” entrevistou moradores de 3.809 domicílios em 212 municípios de todas as unidades da Federação. A margem de erro do levantamento é de 1,34% no plano nacional e de 5% no detalhamento por grandes regiões.
 
 
 
Fonte: Ne10

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar