Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOOGLE GLASS GANHA GUIA DE ETIQUETA OFICIAL PARA TER USUÁRIOS MAIS EDUCADOS

20/02/2014

 

Foto: Divulgação.
 

O Glass, os óculos de realidade aumentada do Google causam bastante estranheza nas pessoas. Para driblar isso, o Google lançou um guia de etiqueta oficial para que os usuários pareçam menos esquisitos ao usar o aparelho. Algumas “normas” são hilárias. Outras até fazem sentido.

LEIA MAIS
Empresas em Pernambuco já desenvolvem para o Glass

Entre as coisas indicadas para se fazer com o Glass estão: usar os comandos de voz para realizar tarefas, usar o travamento de tela (o que impede outras pessoas de usarem, igual a um smartphone) e “explorar o mundo ao seu redor com os óculos”. A empresa ainda indica ao usuário que peça permissão para fazer fazer fotos ou vídeos de pessoas.

É que com o Glass ficou ainda mais fácil invadir a privacidade alheia e fazer filmagens e fotos sem que ninguém perceba.

Interações simples

O Google já disse e volta a afirmar: o Glass foi feito para pequenas interações que unem o mundo real visto pelos seus olhos com informações trazidas do virtual. A companhia não indica o que chamou de “glass-out”, ou seja, o fato de se “desligar” completamente do mundo e das pessoas ao seu redor para ficar interagindo apenas com os óculos.

Outras dicas do que não fazer incluem usar os óculos em esportes de alto impacto (por motivos óbvios). O Google entende que o Glass é um aparelho que chama muito atenção. E por ser algo inédito, vai despertar a atenção das pessoas pelo simples fato de você usá-lo.

Por isso, ela alerta que ao sair para um jantar, você poderá ser “esquecido” e ficar apenas respondendo perguntas sobre o dispositivo. “Seja educado (…). Se sentir incomodado, apenas tire os óculos e coloque atrás do seu pescoço ou na sua bolsa”, diz o texto. O Google vai mais além e inventa o termo “glasshole”, ou “babaca do Glass”, que é aquela pessoa grossa que desrespeita curiosos quanto ao Glass.

Ao final, a empresa lembra: todas as regras que se aplicam hoje aos smartphones, também se aplicam ao Glass, como o fato de desligá-los ao ir ao cinema.

Lançamento ainda este ano

Essas dicas podem até soar prepotência do Google, mas refletem como a empresa enxerga neste produto uma revolução na computação pessoal. Se isso vai dar certo na prática, é outra história. Os óculos devem chegar às lojas ainda este ano.

Até o momento apenas pessoas inscritas no programa de exploradores da empresa puderam comprar os óculos por US$ 1.500 mais impostos. Em geral, são desenvolvedores que estão ajudando o Google a melhorar a experiência de uso.

Existe uma expectativa que o aparelho chegue ao grande público por um preço mais barato – algo perto do valor do iPad ou iPhone – o que ajudaria na popularização. Aí poderemos ver se a etiqueta imaginada pelo Google irá mesmo funcionar.

 
 
 
Fonte: Gizmodo
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar