Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DESAFIO DA PUBLICIDADE É INOVAR NO USO DA INTERNET

19/02/2014

Com um crescimento de 30% em 2013, a internet ocupa a segunda posição no ranking de investimentos publicitários no país, englobando 13,7% do mercado. Segundo o Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil), principal órgão representativo do segmento digital brasileiro, a internet já ultrapassou mídias tradicionais como jornal, revistas, rádios e só perde para a TV aberta, que ainda detém 60%. As demais mídias possuem, juntas, 27,3%.
 

Para o diretor de publicidade do UOL, Enor Paiano, além de crescer em investimentos, a internet hoje é um meio independente em relação a outras mídias. “Já existe uma quantidade enorme de empresas que construiu a sua marca e lucrou muito dinheiro apenas na internet. Um case de sucesso é o site de venda de tênis e artigos esportivos Netshoes, que lucra R$ 1 bilhão ao ano. Eles só investiram em propaganda na TV depois que a empresa estava consolidada e já lucrava mais de R$ 700 milhões”, disse Paiano, que na manhã desta terça-feira (18) falou sobre “Tendências na Mídia Digital” para profissionais do mercado de publicidade e tecnologia. A palestra promovida pelo Portal NE10 ocorreu no auditório do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), em Santo Amaro, no Recife.

Em sua palestra, Enor abordou a evolução da publicidade digital, desde o aparecimento do ‘banner’, no início da década de 1990, até as atuais ferramentas que possibilitam o direcionamento do produto a um público alvo. “No início dos anos 90, anunciar na internet era muito parecido com a mídia tradicional. O cliente comprava um espaço específico por um determinado tempo, mas não tinha um feedback preciso sobre quantas pessoas viram aquele anúncio. No início dos anos 2000, com a criação da ferramenta ad server, tudo mudou. Hoje o cliente e o veículo negociam, em tempo real, o espaço do anúncio, dependendo do perfil do internauta”, explica.

O ad server é considerado um marco na publicidade digital porque tem a capacidade de hospedar e gerenciar peças de publicidade em websites. O programa também pode agregar outras tarefas como contabilizar cliques e impressões (visualizações). “Uma série de dados podem ser obtidos sempre com base no interesse do anunciante e na necessidade do veículo. A estratégia de marketing atinge o sucesso quando consegue ‘entregar’ o anúncio para o internauta certo, no momento certo”, explica o diretor do UOL.

Outra ferramenta apontada por Paiano como uma “febre” para o mercado na internet são os cookies, pacotes de dados armazenados no computador que rastreiam as últimas visualizações do usuário. “Por meio dos cookies, é possível identificar se o internauta procurou algum produto na internet. Automaticamente, um anúncio com esse mesmo produto pode ser ‘entregue’ para ele. Essa ferramenta é bastante utilizada pelos sites de busca”, explica Paiano. Questionado se o mecanismo prejudica a privacidade do internauta, o especialista explica que o cookie pode ser desativado manualmente através do navegador. “Vale ressaltar também que as empresas têm acesso ao perfil do internauta, mas não têm como saber seus dados pessoais, como identidade, CPF. Essa segurança é fundamental para o mercado”.

Ao final da palestra, Enor Paiano opinou sobre a necessidade de todas as empresas que buscam expandir os seus negócios investirem na mídia digital. “O mercado na web é dinâmico e construído aos poucos. Saber como se posicionar nesse meio não é fácil. Mas é preciso, o quanto antes, criar estratégias de marketing digital consistentes. Quem está fora corre riscos. Alguém imaginaria que seria possível vender sapatos, vestidos e bolsas femininas na internet? Esse é um mercado que rende milhões e é preciso estar preparado para não perder a concorrência”, concluiu.
 
 
 
Fonte: Ne10

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar