Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASILEIROS ABREM ´BRECHA´ PARA VAZAR DADOS ÍNTIMOS

05/02/2014

 

A pesquisa “Amor, Relacionamentos e Tecnologia”, realizada pela McAfee, empresa de segurança da Intel, 500 consumidores brasileiros, apurou que é uma característica local o compartilhamento e armazenamento dos dados íntimos em seus dispositivos móveis, especialmente com seus parceiros atuais ou “ex”.

A amostra destaca como o compartilhamento de conteúdo pessoal, como textos sugestivos, fotos de nús, vídeos sugestivos e senhas nesses dispositivos podem potencialmente levar a cyberstalking – que consiste no uso de ferramentas tecnológicas com o objetivo de perseguir ou assediar uma pessoa – e a exposição e vazamento de conteúdo privado.

O levantamento aponta ainda que enquanto 98% dos brasileiros entrevistados usam seus smartphones para tirar fotos e 86% o fazem com tablet, 62% enviam ou recebem conteúdo íntimo, incluindo vídeo, fotos, e-mails e mensagens.Dos entrevistados, 82% protegem seus smartphones com senha ou código de acesso.

No entanto, 43% dos adultos brasileiros compartilham suas senhas com seu parceiro, enquanto 49% usam a mesma senha em vários dispositivos, aumentando a probabilidade destes dispositivos móveis serem hackeados.

Os resultados adicionais da pesquisa incluem :

54% dos entrevistados entre 18-24 anos de idade recebem conteúdo sexualmente sugestivo de alguém, a maior porcentagem de todas as faixas etárias. Mais mulheres estão propensas a usar seu dispositivo móvel para enviar e receber conteúdo semelhante (66% mulheres contra 58% das homens).

61% dos adultos brasileiros dizem ter armazenado conteúdo íntimo que receberam, em comparação com 64% que armazenam fotos intimas, vídeos ou mensagens que enviam. Daqueles que enviam conteúdo íntimo ou atrevido, 76% enviou esse conteúdo para os seus parceiros, enquanto que 17% dos indivíduos enviaram conteúdo semelhante a estranhos ou desconhecidos.

De acordo ainda com o estudo, mais homens que mulheres protegem seus dispositivos móveis (79% homens contra 76% de mulheres). Dado o desejo de proteger seus dispositivos móveis e seu conteúdo a porcentagem é similar entre homens e mulheres (85% homens e 84% mulheres) interessados em adquirir capacidades embutidas de segurança biométrica (por exemplo, reconhecimento de face, reconhecimento de voz, reconhecimento de impressões digitais, etc).

O caso do Ex

Enquanto 91% dos adultos brasileiros entrevistados confiam que seus parceiros não enviarão conteúdo íntimo ou informações privadas; e 75% pede para o parceiro apagar as informações quando terminam o relacionamento.Além de senhas compartilhadas, 60% compartilha o conteúdo do telefone móvel e 63% compartilha contas de e-mail.

No entanto, 79% dos entrevistados olharam o dispositivo móvel do seu parceiro para ver o conteúdo armazenado nele, incluindo mensagens e fotos. Já  27% das pessoas são sucetíveis a entrar na conta do Facebook de seu parceiro pelo menos uma vez por dia, e apenas 39% dos entrevistados admitiram bisbilhotar o ex nas redes sociais - a faixa etária entre 18 a 24 anos são os mais propensos a isso.

O levantamento, feito pela MSI Pesquisas, fez um total de 500 entrevistas online no Brasil com adultos de idades entre 18-54 anos. Os entrevistados foram divididos igualmente por gênero e idade, e alcançou distribuição geográfica de acordo com o censo. As entrevistas foram realizadas entre 30 de dezembro de 2013 e 16 de janeiro de 2014.
 
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar