Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CELULARES 4G LIDERAM RITMO DE ´INFECÇÕES´ POR MALWARE

30/01/2014

 

As infecções por malware móvel aumentaram 20% em 2013, com dispositivos LTE 4G sendo os mais susceptíveis a infecção, revela estudo global da Alcatel-Lucent, divulgado nesta quarta-feira, 29/01. De acordo com o levantamento, as ameaças móveis infectaram mais de 11,6 milhões de dispositivos em 2013. Entre as ameaças mais comuns estão o roubo de informações pessoais e financeiras e o pedido de ´resgate´ do aparelho.

Dispositivos Android representaram 60% do total de infecções de rede móvel, que frequentemente tomavam a forma de aplicativos cavalos de Tróia baixados de app stores de terceiros, Google Play™ Store ou por golpes de phishing.

Quarenta por cento do malware móvel teve origem em laptops Windows™ conectados a um telefone ou conectados diretamente por meio de unidade móvel USB ou hub MIFI. Infecções em dispositivos iPhone® e BlackBerry® compõem menos de 1%.
 
Outros destaques do relatório da Alcatel-Lucent incluem:

A taxa de infecção móvel foi de 0,55% no 4º trimestre. Com base nisso, estima-se que, a qualquer momento, mais de 11,6 milhões de dispositivos móveis - principalmente Android - estejam infectados por malware.

O número de amostras de malware móvel cresceu 20 vezes em 2013.

A taxa de infecção residencial em redes fixas caiu de 9,6% em outubro para 8,7% em dezembro. Para o ano, permaneceu relativamente estável em 10%.

6% dos clientes residenciais de banda larga foram infectados com ameaças de alto nível como bots, rootkits e cavalos de Tróia bancários.

Embora o malware ZeroAccess tenha superado todas as infecções no 4º trimestre, sua taxa de infecção caiu de 0,8% para 0,4%% devido aos esforços da Microsoft e da Symantec para interromper suas operações. 

O relatório também abrange as 20 principais ameaças de malware domésticas e da internet, além de uma análise das evoluções de malware, incluindo o ZeroAccess, Alureon, o cavalo de Tróia bancário Zeus, Uapush, Coogos, NotCompatible, QDPlugin e outros.
 
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar