Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FACEBOOK PODE PERDER FORÇA ASSIM COMO ACONTECE COM AS DOENÇAS CONTAGIOSAS

24/01/2014

original (35)
 
 

Se você vê o Facebook como uma praga em dinâmica social, você pode não estar muito errado. Pesquisadores da Universidade de Princeton afirmam que a popularidade da rede social se espalhou como uma doença contagiosa – mas, conforme vamos nos tornando imunes, ela vai morrendo.

Ao comparar a ascenção do Facebook com curvas de crescimento de epidemias, os cientistas alegam que – assim como a peste bubônica – o Facebook gradualmente vai perder a força. Eles vão além e dizem que a rede social perderá 80% dos seus usuários nos próximos três anos. Os pesquisadores escreveram um artigo que pode ser lido aqui:

Ideias, como doenças, se espalham contagiosamente entre pessoas até que finalmente morrem, e foram descritos com sucesso como modelos epidemiológicos… Ideias são espalhadas através de contato comunicativo entre diferentes pessoas que compartilham ideias entre si. Manifestantes de ideia perdem interesse na ideia e não mais manifestam as ideias, o que pode ser considerado um ganho de “imunidade” em relação à ideia.

John Cannarella e Joshua Spechler, ambos de Princeton, modelaram redes sociais usando equações comumente usadas para mapear a propagação e recuperação de epidemias. Em seguida, testaram os dados recolhidos a partir do MySpace para checar se eles modelaram precisamente quando começou a bombar e a queda, e então aplicaram ao Facebook. Assim, chegaram à previsão da queda da quantidade de usuários em 80% até 2017.

Mas é claro, não está claro se as equações usadas para modelos de epidemia vão prever com precisão o declínio do Facebook – existem muitos outros fatores para definir o possível sucesso ou fracasso do site que uma equação nem sempre consegue prever. Mas com o chefe financeiro do Facebook David Ebersman admitindo recentemente que o site “de fato viu um declínio nos usuários diários, especialmente entre adolescentes” nos últimos três meses, nunca sabemos o que vem pela frente. 
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar