Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ORKUT COMPLETA 10 ANOS EM QUEDA, MAS AINDA ATRAI USUÁRIOS NO BRASIL

22/01/2014

 

Ilustração: Bruno de Carvalho / NE10
 
 

Foram seis milhões de novos usuários adicionados no ano passado. Rede social já foi a maior do Brasil

O Orkut hoje parece um terra desolada, infestada de vírus e gifs espalhafatosos, spam, além de ter sido abandonado pela maioria das pessoas (até seu criador desativou sua conta na rede). Mas, nem sempre foi assim.

Criado pelo Google em 2004, o Orkut completa 10 anos sem nenhum prestígio, mas ainda conservando popularidade em uma parcela grande de usuários da internet, sobretudo brasileiros. Segundo uma pesquisa da empresa de consultoria e pesquisa ComScore, a rede social recebeu seis milhões de novos usuários em dezembro do ano passado.

Quando estava no auge, o Orkut chegou a ter 40 milhões de contas ativas, o que representava metade da população brasileira com acesso à internet. Hoje é a quinta rede social mais acessada do País, com tendência de queda no número de usuários.

Até o Google indica que o usuário migre para o Google+ assim que o login é efetuado. A concorrência com outras redes sociais como o Facebook, Twitter e até mesmo o MySpace em algum momento, foi determinante para o destronamento do Orkut no universo das redes sociais. Desde 2011 que a rede segue praticamente com o mesmo design. Internamente foram feitas algumas mudanças no código como forma de prevenir spams, que começaram a se tornar um problema crônico no site.

Enterro do Orkut anunciado no Facebook: Rede hoje é povoada por spammers e fakes (Foto: Reprodução)

Enterro do Orkut anunciado no Facebook: Rede hoje é povoada por spammers e fakes (Foto: Reprodução)

Terra abandonada

Mas nem só os spams determinaram a debandada em massa do Orkut. A rede perdeu a atenção não só dos usuários, mas aparentemente do próprio Google, que passou a investir mais na sua outra rede social, o Google+. Isso abriu margem para que hackers criassem freeware para “flodarem” a linha do tempo, série de mensagens postadas em sequência, prejudicando a experiência na página.

O flood só foi parado quando desenvolvedores da página desenvolveram o uso de “captchas” para postagens com links, em 2008. Entre 2006 e 2011 veio outro problema que expôs as falhas de segurança da rede, a proliferação de mensagens racistas e comunidades que davam vazão aos grupos de ódio. Um dos casos de maior repercussão aconteceu após as enchentes que devastaram cidades da Zona da Mata Sul de Pernambuco. Usuários usaram o Orkut para xingar nordestinos com palavras de preconceito contra imigrantes.

Foram diversos episódios e grande parte chegou à Justiça. A estudante de direito Mayara Petruso foi condenada a um ano, 5 meses e 15 dias depois que postou o comentário “Nordestisto [sic] não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado”. A pena, no entanto, foi convertida a serviços comunitários e multa. O post foi feito em 2010, logo após a vitória de Dilma Rousseff.

´Comunidades

Comunidades “filosóficas” faziam sucesso (Foto: Reprodução)

Nostalgia

Abrir o Orkut, ver a “sorte do dia”, checar quem visitou seu perfil e conferir as comunidades. Esse roteiro foi muito comum até meados de 2007, quando a rede fazia bastante sucesso no Brasil. Hoje, alguns usuários ainda driblam spams e perfis fantasmas para participar de debates intensos em algumas comunidades, sobretudo de TV e cinema.

Comunidades “metafísicas” e filosóficas como “Eu Odeio Acordar Cedo” (6.170.150 membros) e “Eu Amo A Minha Mãe” ( 4.619.507) ainda estão ativas. Outras como “TE INCOMODO?? Que peeena !!!” perderam um pouco da movimentação, mas ainda faz sucesso com brincadeiras do tipo “Que nota você dá para a pessoa acima?”.
 
 
Fonte: Ne10

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar